Acusado de tentar furtar gado e atirar em policiais em Machadinho tem liberdade negada no TJRO

Nilmar Gomes Guimarães, acusado de tentar furtar gado de um sítio, situado na Zona Rural da cidade de Machadinho do Oeste; tentar matar com tiros os policias que o prenderam e de ter a posse de uma espingarda artesanal, não conseguiu a sua liberdade no Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, mediante pedido em habeas corpus. Ele foi preso em flagrante dia no 17 de setembro de 2019.

A decisão foi dos desembargadores da 1ª Câmara Criminal, seguindo o voto do relator, desembargador Daniel Lagos, na sessão de julgamento realizada nessa quinta-feira, 18.

Segundo o voto do relator, o acusado e mais duas pessoas chegaram no local num caminhão de placa BYA 6376, sem autorização, prenderam várias cabeças de gado do curral e começaram a carregar os animais. O proprietário acionou a polícia, que, no primeiro momento, não conseguiu prendê-lo, uma vez que o acusado fugiu para o matagal. Durante a fuga, Nilmar deu vários tiros contra os policiais.

“Em seguida, o acusado procurou a autoridade policial e afirmou que seu caminhão havia sido roubado. Inquirido acerca das circunstâncias do crime, não soube explicar e acabou confessando sua participação no furto tentado”, sendo preso.

Habeas Corpus n. 00004324-83.2019.8.22.000

Assessoria de Comunicação Institucional

 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA