Adeptos do tiro esportivo em Cacoal se preparam para a Liga Nacional

tiroCerca de 30 pessoas associados no Clube Cacoalense de Tiro Prático, que já funciona há quatro anos, estão se preparando para competir a 11ª etapa da Liga

O barulho ensurdecedor emitido pelas armas a cada puxada de gatilho não esconde a adrenalina que os adeptos do tiro esportivo em Cacoal sentem na prática da modalidade de tiro ao prato, e foi essa adrenalina que motivou cerca de 30 pessoas, de profissões diversas, a montarem o Clube Cacoalense de Tiro Prático. O grupo já funciona há quatro anos e com certa experiência, os associados que já participaram de uma competição nacional em 2014, ficando com o bronze, acreditam que já podem alçar novos voos. Com essa certeza, eles estão se preparando para competir na 11ª etapa do Campeonato de Tiro, promovido pela Liga Nacional, que será no mês de outubro.

O objetivo do esporte é acertar, com um tiro de espingarda calibre 12, um ‘pratinho’ de porcelana, que é lançado por uma máquina há mais de 80km por hora. O delegado estadual da Liga Nacional de tiro ao prato no município, Aldo Michels Júnior, explica que essa é uma das modalidades olímpicas do tiro esportivo.

– Além de Cacoal, no estado há clubes de tiro nos município de Vilhena, Ariquemes e Porto Velho. Para praticarmos o esporte, precisamos ter um certificado de registro de atirador, que é diferente de porte de arma – explica Aldo.

Praticado na área rural de Cacoal, a pedana de tiros, que é uma cobertura onde os atiradores se posicionam para atirar, foi recentemente adequada conforme os padrões exigidos pela Confederação Brasileira de Tiro Esportivo.

– A 11ª etapa do campeonato também será realizada em Cacoal. Apesar de ser uma competição nacional, a nossa prova será realizada daqui e os resultados serão enviados online. O time será composto por atiradores de todo o estado – disse Aldo que não soube dizer a quantidade de pessoas que irão participar da etapa.

De acordo com Dário César Carneiro, presidente do clube, as duas últimas etapas do campeonato em 2014 não garantem vaga para a Liga. Porém, a experiência adquirida pelo grupo contará para o ano seguinte.

– Essas duas etapas serão como experiência para nós, para que em 2015 possamos começar desde o início do ano, almejando a vitória e quem sabe uma vaga nas olimpíadas de 2016 – almeja.

Trabalhando como analista de sistemas, Vilmar Diogo de Faria, de 40 anos, se dedica há algum tempo a prática de tiro esportivo. O seu aprimoramento tem se destacado na modalidade de tiro ao prato.

– Não é fácil, exige muita concentração e preparação física, pois é necessário ter muita segurança no manuseio com a arma, que é pesada. Escolhi praticar o tiro já que trabalho em uma função estressante e aqui na prática consigo extravasar e não me lembro de nenhum problema lá de fora – disse o analista, que será um dos membros de Rondônia a representar o estado na competição de tiro.

Os atletas de Cacoal devem participar online da 11ª etapa da competição nacional que acontece em outubro.

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA