Agricultura familiar ganha incentivo em Porto Velho

agricul-familiarA Prefeitura de Porto Velho pretende, a partir deste ano, oferecer aos alunos da rede municipal de ensino uma merenda escolar com pelo menos 30% dos alimentos provenientes dos produtos da agricultura familiar. Para atingir essa meta, a Semagric (Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento) tem desenvolvido várias ações de apoio ao pequeno e médio agricultor com objetivo de fomentar a produção e agregar valor aos produtos.

O secretário Leonel Bertolin, da Semagric, falou sobre as atividades que estão sendo desenvolvidas. “Essa foi uma missão que recebemos do prefeito Mauro Nazif e que estamos colocando em prática desde o primeiro ano do mandato. São várias as ações desenvolvidas em apoio ao pequeno agricultor como recuperação de áreas degradas, melhoria e manutenção de vicinais e mais recentemente, passamos a trabalhar com o sistema de horta agroecológica para garantir alimentos saudáveis e de qualidade na mesa do consumidor”, disse o secretário.

Os alimentos na horta agroecológica são produzidos sem a utilização de agrotóxicos ou defensivos agrícolas. Para estimular a produção a prefeitura lançou o “Programa de Fomento a Produção Agroecológica” que consiste de vários projetos já em execução, entre eles a “Feira Sabores e Saberes”, o “Caminhão do Peixe”, a aquisição dos produtos da agricultura familiar para a merenda escolar, a retomada da “Feira do Produtor Rural” e o lançamento do hambúrguer de peixe.

A feira Sabores e Saberes foi lançada no dia 16 de dezembro e passará a funcionar de forma permanente, a partir do dia 27 de fevereiro, no pátio da secretaria, na avenida Mário Andreazza, no bairro Juscelino Kubitschek, zona leste de Porto Velho.
Outra novidade, é a mudança de horário de funcionamento da Feira do Produtor que passará a ser à noite. A feira funcionará no mesmo local. No dia do lançamento da feira Sabores e Saberes, a prefeitura colocou em degustação o hambúrguer para ser avaliado por um grupo de alunos da rede municipal de ensino.

Após provarem o hambúrguer, eles davam uma nota que era depositada em uma urna a nota. A aprovação foi de 100%. Com essa aceitação, a implantação do hambúrguer de peixe na merenda escolar das escolas da prefeitura”, disse o secretário.

agricul-familiar1Frígorífico deve ser inaugurado este ano

O secretário da Semagric, leonel Bertolin também adiantou que ainda este ano será inaugurado na capital rondoniense um frigorífico de beneficiamento do pescado que será usado na fabricação do hambúrguer. Com o apoio à iniciativa, a Prefeitura de Porto Velho pretende também estimular a produção de peixe em cativeiro assegurando a comercialização do produto com o estímulo à piscicultura.

A meta do prefeito Mauro Nazif é comprar da agricultura familiar pelo menos 30% dos produtos da merenda escolar. O fomento à piscicultura também já reflete nas vendas do Caminhão do Peixe, conforme afirmou o secretário Bertolin. Explorado pela Aprocom (Associação dos Produtores e dos Moradores da BR 319 e Alto Mucuim), em 2014, a entidade fechou o ano com uma média de venda de 14 toneladas de peixe por mês.

“Com o Caminhão do Peixe, o pescado vem direto dos produtores, livre de atravessador. Além de garantir um produto fresquinho e de qualidade para as famílias de baixa renda a um preço acessível, garantimos também condições também para que o produtor rural que trabalha com a piscicultura, possa vender seu peixe por um preço melhor no mercado”, frisou o secretário de agricultura do município.

Fonte: Assessoria

Deixe o seu comentário