Alerta: Em 2020, mais de 170 acidentes com animais peçonhentos foram registrados em Porto Velho

Semusa alerta para casos envolvendo lagartas na avenida Lauro Sodré e na Jorge Teixeira.

O Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) divulgou na última semana, o número de casos envolvendo animais peçonhentos em Porto Velho. Segundo a secretaria, já foram registrados 171 acidentes deste tipo em 2020. O último aconteceu na última semana, nas proximidades do Parque Circuito, em Porto Velho, com uma mulher de 42 anos.

Segundo relato da vítima, ela caminhava na avenida Lauro Sodré quando avistou alguns pés de azeitonas carregados de frutos. Ao apanhar algumas frutas, não percebeu a presença de lagartas e encostou o dedo nas cerdas/espinhos existentes na espécie. No local do contato com o animal, surgiu roxidão e muita dor, que logo irradiou para o braço, além de febre.

Segundo a Semusa, uma equipe se dirigiu até o local para realizar a averiguação, onde foi constatado grande presença de lagartas da espécie Periphoba sp. Família Saturniidae. Também foi constatado que há diversos pés de azeitonas ao longo das avenidas Lauro Sodré (próximo do Parque Circuito) e na Jorge Teixeira (próximo do Espaço Alternativo) e a grande maioria com a presença das lagartas.

Em caso de sintomas como dor, febre, calafrio, vermelhidão ou roxidão no local do contato com animais peçonhentos, a vítima deve procurar atendimento imediato no Cemetron, hospital especializado no atendimento de doenças tropicais. A Semusa também dispõe de um telefone para esclarecimentos e denúncias direto com a DVE através do número (69) 3223-5958 que funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 17h.

Fonte: G1 RO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA