Após risada de diretor da ANEEL, Léo alerta sobre possível atentado à ENERGISA em (RO)

deputado federal Léo Moraes (PODEMOS – RO) suplicou aos diretores da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), que atendam em caráter emergencial os pedidos da população do Estado de Rondônia, quanto ao fim do abuso tarifário da ENERGISA e a prestação de serviço com os padrões de qualidade exigidos pela própria agência reguladora do Brasil.

Segundo o parlamentar federal, a atual diretoria da ANEEL está por fora da realidade do Estado e citou aos diretores na audiência pública desta terça-feira (8) que os padrões de qualidade na distribuição de energia elétrica executada pela ENERGISA, tem semelhanças com da década de 1980.

No sentido figurado, o legislador Federal Léo Moraes, disse em seu discurso que neste período da sua infância ficou marcado pelo “canto da cigarra”, ou seja, a partir das 18h00hrs a população rondoniense já sabia que a distribuição de energia elétrica seria interrompida até amanhã do dia seguinte.

Esse relato foi motivo de risada por parte de um dos procuradores da ANEEL, que na ocasião recebeu um puxão de orelha do parlamentar de Rondônia, que solicitou o fim da gargalhada do funcionário público federal da agência. Léo Moraes deixou claro o dissabor dos rondonienses com esse tipo atendimento da ENERGISA, pois os traumas à sociedade oriundos dessa ingerência energética em Rondônia, pode acarretar uma série de manifestações violentas.

— Estamos vivendo em cima de um barril de pólvora e vocês podem ter as mãos sujas de sangue — Destacou Léo Moraes. O presidente regional do Partido Podemos em Rondônia, enfatizou também que não apoia nenhum movimento anárquico, mas as sequências de conflitos entre os consumidores e a ENERGISA são pontos preponderantes de um surto desse tipo de manifestação nos

51 municípios do Estado. Os diretores da ANEEL tiraram a pauta do Item 3 da regulam

entação dos serviços da ENERGISA no Estado do Deputado Federal Léo Moraes.

mapping.com.br –Maique Pinto

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA