Banco do Brasil tem R$ 3 bilhões para o agronegócio em Rondônia

raimundoA carteira de agronegócio do Banco do Brasil em Rondônia deve chegar ao final de 2015 com R$ 3 bi para financiar os diversos projetos do setor. A previsão é do superintendente do banco no Estado, Raimundo Perez Ferraz Júnior, que hoje à noite oferece um jantar ao governador Confúcio Moura e seu estafe, para reafirmar a parceria e apresentar sua equipe especializada para o setor público.

Segundo Perez, o objetivo do encontro é apresentar ao governador o resultado, o balanço do conjunto das atividades do BB em Rondônia, e simultaneamente mostrar os produtos que o banco dispõe para renovar e reforçar a parceria pelo desenvolvimento do Estado.
O superintende fez lembrar que apenas no agronegócio, por exemplo, Rondônia conta com a maior carteira de financiamento do banco de toda Região Norte do Brasil, e em 2014 fechou o exercício com mais de 50 mil famílias beneficiadas com financiamentos, em especial, na agricultura familiar (Pronaf), cuja previsão para 2015 é de que cresça além do dobro, devendo chegar a pouco mais de R$ 2 bi, em projetos produtivos do campo.
EMPRESAS FINANCIADAS NA ENCHENTE 
O setor industrial o Estado continuará recebendo todo apoio do banco, que para este exercício reforçou sua carteira para o setor com um aumento de 30% no volume de recursos, devendo fechar 2015 com mais de R$ 200 milhões para financiar pequenas e grandes empresas rondonienses.

Comentários fechado.