CACOAL: AS ELEIÇÕES, O GARÇOM E O SEMÁFORO…

FRANCISCO XAVIER GOMES – Professor, jornalista e articulista

A eleição de 15 de novembro abriu uma discussão bem interessante, sobre o fato de trabalhadores exercerem regularmente atividades profissionais consideradas inadmissíveis pelas pessoas hipócritas, mas que são absolutamente dignas e evidenciam, com muita solidez, a criatividade, a perseverança, a inteligência e facilidade de se comunicar, atributos possíveis somente em indivíduos com muita capacidade intelectual, como é o caso do vereador eleito em Cacoal, Lauro Costa Kloch, conhecido como “Garçom do Semáforo”. O problema é que, na cabecinha de bagre de muitas pessoas, o fato de alguém trabalhar vendendo água torna a pessoa indigente, tese absolutamente equivocada e defendida apenas por quem não possui nenhuma capacidade de pensar. Assim, afirmar que o vereador Lauro Costa foi eleito por votos de protesto revela uma inocência incomensurável. O Garçom do Semáforo foi eleito, porque estava entre as cinco ou seis pessoas mais inteligentes que disputaram a eleição. É tão simples perceber isso…

Inicialmente, cabe lembrar que, entre os 12 vereadores eleitos, apenas três possuem formação universitária e, entre os outros 09, apenas o Garçom do Semáforo é acadêmico. Ele cursa Administração na UNESC. Isto significa que, antes de concluir o primeiro mandato, ele será o quarto edil com graduação superior. Isto não é por acaso!! O garçom não entrou na faculdade por acaso. Ele entrou, porque é uma pessoa com um grau de inteligência acima da média de milhões de brasileiros. Muitas pessoas não conseguem perceber isso, porque estão muito habituadas a valorizar apenas que tem muito dinheiro, carro de luxo e muito boi, ainda que muitos desses “ricos” não tenham 3% da capacidade intelectual do vereador Kloch. Uma pessoa burra não possui a menor chance de sustentar a família vendendo água no semáforo. Para sustentar a família praticando essa atividade, é preciso ser muito inteligente, muito habilidoso e ter uma visão muito apurada dos fatos. Uma pessoa com inteligência comum jamais conseguiria vender água no semáforo duas semanas. Muitas das pessoas são idolatradas em Cacoal, apenas porque têm dinheiro, jamais conseguiriam vender água no semáforo por um mês. Muitas das pessoas que são idolatradas em Cacoal, apenas porque possuem dinheiro, jamais seriam eleitas para o cargo de vereador em nossa Urbe Obediana, gastando R$ 1.200,00. O Garçom do Semáforo foi eleito sem a ajuda de nenhum partido e gastou apenas R$ 1.200,00 que sua mãe doou, das economias que ela faz, trabalhando de manicure. Isso deixa claro que ela sabe da capacidade do filho e do talento que ele tem para convencer pessoas. Isto é fato!!!

Uma rápida visita ao portal do TRE mostra que o partido pelo qual o Garçom do Semáforo foi eleito nunca depositou um centavo na conta dele, embora tenha depositado mais de 100 mil para outros candidatos do mesmo partido. Isto é mais uma prova de que Lauro Costa sabe trabalhar, quando o sinal se fecha para ele. Quando o partido deu sinal verde para os outros candidatos e privilegiou com milhares de reais, Lauro foi colocado para escanteio, mas agiu com a mesma habilidade que age quando o sinal vermelho aparece para os condutores de veículos. Certamente não é fácil vender água para condutores que estão apressados e odeiam o sinal vermelho… Mas o sinal vermelho é justamente o forte do vereador Lauro. O Rapaz do Semáforo sabe trabalhar no vermelho. O emprego do termo rapaz é apenas para manter a origem da palavra, porque, em francês, rapaz é “garçon”. Avaliando as circunstâncias da eleição, não dá para afirmar que Lauro Costa Kloch é vereador do PSD. Ele é vereador do Semáforo. Vereadores do PSD seriam aqueles que receberam dinheiro do partido. O Garçom do Semáforo foi financiado pela mãe dele. Talvez ele nem saiba que muitos colegas de partido recebem dinheiro para fazer a campanha, enquanto ele vendia água no semáforo. Por analogia, se o garçom tivesse recebido algum dinheiro do partido, ele seria o vereador mais votado de Cacoal…

Claro que, agora, o partido vai dizer que elegeu o garçom, mas isso não é verdade! O semáforo do PSD certamente está com a luz amarela acesa, porque o garçom vai ficar sabendo que seus colegas receberam dinheiro. Todavia, uma pessoa com a inteligência do Garçom do Semáforo certamente vai perdoar o PSD e seguir em frente, porque, a partir de janeiro, o sinal estará verde para o vereador colocar em prática seu talento para pensar. Criatividade não falta para o Garçom!!! Inteligência ele tem de sobra!!! As pessoas que discriminam o Garçom do Semáforo, apenas porque ele trabalha vendendo água, de maneira inteligente, não sabem que ele pode ser a salvação da Câmara de Cacoal, pela capacidade de pensar fácil. Como ele nasceu em Ariquemes, os vereadores que estão encerrando o mandato bem que poderiam propor a ele um Título de Cidadão Cacoalense. Se a UNESC, que é uma das principais instituições universitárias da Amazônia, concedeu uma bolsa integral para o Garçom do Semáforo, quando ele não tinha mandato, por que a Casa de Leis não pode torna-lo cidadão cacoalense??

A atitude da UNESC, aliás, revela uma visão muito inteligente dos dirigentes da instituição, porque conseguem ver facilmente que os talentos precisam ser valorizados. A UNESC tem muito mais legitimidade para falar que elegeu o Garçom do Semáforo do que o partido dele, a instituição apostou na capacidade do Lauro, investiu nele e abriu espaço. Dona Maria José Costa Leão, a genitora do novo edil, também merece elogios, pela honradez e pela convicção de acreditar no filho. Ao contrário do que pensam muitas pessoas, o Garçom do Semáforo poderá ter excelente desempenho no mandato e isso certamente já foi constatado até mesmo pelos dois filósofos da honestidade. Assim, e para melhorar a qualidade intelectual de nossa Casa Legislativa, ligamos nosso sinal amarelo e esperamos que nosso vereador tenha um mandato de sinal verde, para tirar o legislativo do vermelho dos últimos anos… Tenho dito!!!!

FRANCISCO XAVIER GOMES
Professor da Rede Estadual e Articulista

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA