Café conilon BRS Ouro Preto pode impulsionar a competitividade da cafeicultura na Amazônia

cafeO programa da Embrapa “Dia de Campo na TV” de sexta-feira (26) apresenta o café conilon BRS Ouro Preto (Coffea canephora Pierre ex Froehner), a primeira cultivar lançada pela Embrapa e também a primeira de café conilon do Brasil a receber o Certificado de Proteção, concedido pelo Serviço Nacional de Proteção de Cultivares. Este programa vai ao ar pelo Canal Rural (Net/Sky), a partir das 9h. No sábado, 27 de setembro, às 8h pela NBR (captada por cabo ou parabólica). E domingo, 28 de setembro, às 9h pela TV Câmara (assinatura e parabólica).

Com o tema BRS Ouro Preto – competitividade para a cafeicultura na Amazônia, o programa irá mostrar os benefícios que esta variedade pode trazer para a cafeicultura na região amazônica. A BRS Ouro Preto é indicada para cultivo em sequeiro ou com irrigação complementar. Recomendada para cafeicultores de Rondônia, ela foi obtida pela seleção de cafeeiros com características adequadas às lavouras comerciais do estado e adaptada ao clima e ao solo da região amazônica. A produtividade média do café em Rondônia é de 16 sacas/ha, mas a nova cultivar apresenta potencial de 70 sacas beneficiadas por hectare em lavouras de sequeiro, podendo chegar a 110 sacas com irrigação.

O café Conilon BRS Ouro Preto tem grãos com maior uniformidade de maturação, peneira média acima de 14, apresenta rendimento no beneficiamento acima de 52% e possui tolerância à ferrugem alaranjada. Segundo o pesquisador da Embrapa Rondônia, Samuel Oliveira, “esta tecnologia tem potencial para inovar a cafeicultura em Rondônia e promover a inserção competitiva da agricultura familiar no mercado, além de contribuir para a sustentabilidade econômica e social de aproximadamente 21 mil pequenas propriedades rurais cafeicultoras no estado”, explica.

O Dia de Campo na TV BRS Ouro Preto – competitividade para a cafeicultura na Amazônia foi produzido pela Embrapa Informação Tecnológica (Brasília/DF) e pela Embrapa Rondônia (Porto Velho/RO), Unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Fonte:Embrapa Rondônia Comunicação

Deixe o seu comentário