Cafeicultura de Porto Velho será fortalecida com novas tecnologias

cafePORTO VELHO – Agricultores dos distritos e setor chacareiro de Porto Velho devem receber até o final de 2016 um milhão de mudas de café Conilon Clonal. A iniciativa faz parte do Programa de Revitalização da Cafeicultura (Procaf) da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Semagric). Segundo o titular da Semagric, Leonel Bertolin, com os investimentos a meta é que o município passe a produzir 280 mil sacas de café.

O fortalecimento da cafeicultura em Porto Velho é realizado através de um cultivar de café mais resistente e produtivo. De acordo com o agrônomo Rodrigo da Silva Ribeiro, com o novo cultivar e as tecnologias investidas a produção sai de 14 sacas de café por hectare para 70 sacas por hectare. O trabalho de levar as novas tecnologias ao homem do campo conta ainda com a parceria da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa/RO) e Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Rondônia (Emater).

Cadastro

As primeiras mudas, um total de 22.5 mil, já foram distribuídas para agricultores do distrito de Extrema, localizado na divisa com o Acre. Outros produtores interessados em investir na cafeicultura podem ser beneficiados, basta procurar a Semagric e fazer o cadastro do programa. Além das mudas, os agricultores recebem apoio para a destoca, preparação do solo, incorporação de calcário, preparo da cova, poda de crescimento, poda de formação e colheita, entre os outros métodos necessários ao plantio.

Fonte: Portal Amazônia, com informações do Comdecom

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA