Campanha quer proteger crianças e adolescentes

campanhaA prefeitura de Ji-Paraná, por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e o Serviço de Proteção e Atendimento Especializado à Família e Indivíduos (Paefi), realizará neste mês de maio várias atividades visando à conscientização e mobilização da sociedade para se unir no Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

As ações fazem parte da Campanha Faça Bonito que será lançada oficialmente no próximo dia 16, 9h, com uma coletiva de imprensa, no gabinete do prefeito. Durante a campanha serão realizados debates e oficinas temáticas nas escolas voltadas para a prevenção à violência sexual, pit stop com panfletagem e entrevistas com especialistas nos meios de comunicação.
Conforme informou a coordenadora do Creas/ Paefi, Glécia Ranny Alves, a intenção é mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes.

“Queremos convocar todos: família, escola, sociedade civil, instituições públicas, igrejas, universidades, imprensa para assumirem o compromisso no enfrentamento da violência sexual. Cabe, a nós adultos, além da sua responsabilidade legal de proteger, de defender a criança e o adolescente, também o papel pedagógico da orientação”, argumentou.

A coordenadora explica que a violência sexual praticada contra a criança e o adolescente ocorrem por vários fatores de risco e vulnerabilidade e estão inseridos em contextos sociais diversos como relações de geração, de gênero, de raça/etnia, de orientação sexual, de classe social e de condições econômicas.

Dados

Como exemplo Glécia cita os dados apresentados pelo Disque 100, que mostram que a cada 15 segundos uma criança é abusada sexualmente no mundo, e a cada 8 minutos uma criança é abusada sexualmente no Brasil. “É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual”, ressaltou.

Fonte: Assessoria

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA