Campanha Recicla JP promove entrega de cadeira de rodas para hospital em Porto Velho

Tampinhas de garrafas pets que são jogadas no lixo ou até mesmo descartadas de forma incorreta, estão sendo valiosas para a Campanha Recicla JP. Essa campanha é uma iniciativa de servidores do Pronto Socorro João Paulo II, em Porto Velho, e vem desenvolvendo a coleta seletiva das tampas, onde depois de recolhidas são entregues a uma empresa de reciclagem, que retorna com a entrega de uma cadeira de rodas.

A primeira cadeira de rodas foi entregue ao hospital em 2019

O ponto de coleta dentro do Pronto Socorro recolhe tampinhas de plástico, lacres de latinhas de alumínio e frascos de aerossol, e faz a entrega a uma empresa de reciclagem, que estipulou uma meta, onde ao juntar 450 quilos de materiais, proporcionarão uma cadeira de rodas para a unidade hospitalar. Essa iniciativa está sendo desenvolvida desde o mês de outubro de 2019.

“Até o momento conseguimos uma cadeira para o hospital, que foi adquirida com recursos sustentáveis. As tampinhas são retiradas do meio ambiente e evita-se serem levadas para o aterro sanitário”, explica Deizieny Aires, uma das idealizadoras do projeto.

Acreditando na sustentabilidade agregada à saúde, a iniciativa do projeto partiu das servidoras Deizieny Aires, bióloga, e a gestora Ângela Maria Dalmolini Nunes, que acreditam na solidariedade formando os pilares, nos quais a campanha se sustenta. “Está sendo uma experiência gratificante, porque a campanha se estendeu para a comunidade e atingiu vários públicos que almejam a coleta seletiva. Temos professores e alunos engajados bem como empresários e pequenos empreendedores que vendem saltenha e água mineral nas ruas, que levam seus recicláveis para apoiar a campanha”, explica a servidora Ângela.

Ângela ressaltou ainda, que a campanha também está ajudando a modificar a cultura organizacional da instituição, quebrando as barreiras e unindo servidores em um objetivo comum. A participação na campanha é feita de forma voluntária, em horários que não prejudicam as responsabilidades com as atividades específicas do hospital.

Devido à pandemia do coronavírus, a empresa de reciclagem não está fazendo a coleta no momento, mas as tampinhas continuam sendo arrecadas dentro do Pronto Socorro João Paulo II, para que assim quando normalizar o trabalho da cooperativa, as atividades continuem.

A Campanha Recicla JP permite a participação da população por meio de rede social, que também disponibiliza dicas de sustentabilidade e valorização ao meio ambiente, além de contar como são arrecadadas as tampinhas com o apoio de empresas e da comunidade.

 

 

 

 

Fonte
Texto: Elaine Barbosa
Fotos: Arquivo Pessoal
Secom – Governo de Rondônia

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA