Cerca de 1 mil famílias vão receber alimentos da agricultura familiar em Ariquemes, RO

alimentoO Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) definiu, na última semana, o planejamento para o ano 2018 em Ariquemes (RO), no Vale do Jamari. De acordo com a prefeitura, cerca de 1 mil famílias em estado de vulnerabilidade social e 42 entidades sociais do município serão beneficiadas com os alimentos a partir de janeiro.

O PAA tem como objetivo comprar produtos da agricultura familiar da região e distribuí-los gratuitamente para famílias e entidades previamente cadastradas.

Em Ariquemes, o PAA começou a funcionar em 2013, com a finalidade de colaborar com o fortalecimento da agricultura familiar. Segundo o coordenador do Banco de Alimentos do município, Oade Lucas, o número de produtores que contribuem com o programa só tem aumentado desde o início da ação no município.

“Para o próximo ano serão 172 produtores cadastrados para fazer a distribuição dos alimentos. A cada ano vem se acrescentando produtores. Alguns nos procuram para poder contribuir, então fazemos a triagem e analisamos a situação de cad a para que possa ser cadastrado”, comenta.

Para o próximo ano serão investidos cerca de R$ 600 mil na compra dos alimentos dos produtores. Cada produtor pode comercializar um total de R$ 6,5 mil por ano, o que aumenta as possibilidades do desenvolvimento no campo.

Conforme Oade Lucas, o PAA é de grande importância e possui duas finalidades básicas, que são promover o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar.

“O PAA visa combater a fome, desnutrição e ao desperdício dos alimentos que são produzidos na região, além de ser um incentivo aos agricultores para a agricultora familiar. O programa compra os alimentos produzidos pela agricultura, sem a necessidade de licitação, e os destina às pessoas em situação vulnerabilidade e também para as entidades sociais do município”, explica o coordenador do Banco de Alimentos de Ariquemes.

A partir de janeiro de 2018, as famílias e entidades que estiverem cadastradas junto ao Banco de Alimentos começam a receber todos os produtos coletados com os agricultores da região.

Fonte: G1

Deixe o seu comentário