Com chegada do período chuvas em RO, combate à dengue é intensificado

dengueCom a chegada do período de chuvas em Rondônia, o Departamento de Controle de Zoonoses (DCZ) da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) de Porto Velho deu início ao trabalho de prevenção e detecção das áreas de risco de proliferação do Aedes Aegypti, o mosquito transmissor da dengue. Até o próximo dia 21 de outubro, 68 agentes da Semusa estão percorrendo todos os bairros da capital colhendo amostras em imóveis, realizando a coleta, eliminando possíveis focos e também orientando os moradores sobre os cuidados de prevenção.

Durante o trabalho, também será elaborado um novo Levantamento Rápido do Índice de Infestação Predial do Aedes Aegypti (LIRAa), que aponta em que quadro de risco de infestação se encontra a cidade. A escala estabelece que de 0 a 0,9% o estado é satisfatório, de 1% a 3,9% o estado é de alerta e que acima de 3,9% o estado é de risco de surto da dengue. No último estudo, divulgado em abril deste ano, o índice ficou em 2%. A Semusa explica que um aumento no LIRAa que está sendo feito agora é esperado, tendo em vista o recomeço das chuvas.

Com o levantamento pronto, o combate à dengue será priorizado nas áreas mais críticas da cidade. “O combate envolverá aplicação de fumacê, eliminação e tratamento dos focos com larvicida, termonebulização e distribuição de mosquiteiros”, explica Rodrigo Golin, diretor do DCZ.

O secretário municipal de saúde, Domingos Fernandes, pede que a população colabore com as ações de prevenção. “Nós pedimos que as pessoas permitam que os nossos agentes de endemias entrem nas suas residências para realizarem o trabalho de coleta e eliminação de focos, pois isso é essencial na prevenção de possíveis surtos”, solicitou.

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA