Comércio de Manaus espera faturar R$ 41 milhões no Dia das Crianças

comercioO comércio de Manaus, principalmente o voltado exclusivamente aos brinquedos, tem se mostrado confiante com a proximidade do Dia das Crianças. Mesmo com a retração dos últimos meses, acreditar na data é comum entre lojistas. A confiança das lojas de brinquedos chega a ir de encontro com as estimativas da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) que apontam para uma menor confiança dos comerciantes quanto às vendas para o 12 de outubro.

A CDLM (Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus) espera para a data, um faturamento de R$ 41,4 milhões. Se os números
se confirmarem, o aumento será de 3,5% a mais que o registrado no mesmo período de 2013.

Intenção de compras

Segundo os dados da Pesquisa de Intenção de Compras divulgada pela CDLM na última quarta-feira (24), os itens que mais ganharam acenos de possíveis compras foram peças de vestuário, seguidas de brinquedos e bicicletas. A pesquisa não leva em conta as campanhas e estratégias de marketing direcionadas a data, podendo o resultado ser ainda melhor que o esperado. Mas ainda de acordo com a entidade, mesmo com boas expectativas, o consumo tende a ser baixo este ano. As compras devem ficar em torno de R$ 191. Cerca de 37,3% dos pesquisados (a maioria) pretende gastar entre R$ 21 e R$ 50. Apenas 12% pretendem gastar entre R$ 201 e R$ 400 nas compras.

Para tentar alavancar estes números, a CDLM, segundo o presidente da entidade, Ralph Assayag, promove treinamentos e faz o levantamento do que pode ser incluído nas ações dos lojistas, sejam os mais tradicionais no Centro da cidade ou nos shoppings. “Estudos como o divulgado no dia 24, vão para análise dos varejistas que definem suas estratégias, é o que podemos fazer como entidade de classe. Esperamos mesmo que os números fossem melhores, pois estão aquém do esperado. Esperávamos mais gastos por consumidor e o que aumentou foi a quantidade de crianças que serão presenteadas”, resume Assayag.

Estratégias

Em Manaus, a previsão da CNDL, parece não afetar o setor de brinquedos, conta a gerente de vendas da Hobby Brinquedos, Kellem Nayara. “Este período sempre foi visto como nosso primeiro Natal. É uma semana que merece a preparação de um ano inteiro, nesta época todas as nossas cinco lojas estão empenhadas nas vendas, com funcionários se revezando entre as atividades. É muito diferente das vendas pinga-pinga do resto do ano,” conta a gerente.

Segundo a gerente, algumas marcas se antecipam e realizam promoções para manter as vendas, um exemplo são os brinquedos mais tradicionais que aos poucos vêm perdendo espaço para os eletrônicos. Para ão deixar que a tradição se acabe, os eletrônicos vêm com elementos tradicionais. “Assim conseguimos atender as crianças menores e aquelas que estão entrando na fase mais eletrônica, que acontece por volta dos nove anos de idade”.

Para estimular o consumo no Dia das Crianças, a Hobby promove uma campanha nos moldes ‘compre e ganhe’. “A cada R$ 300 em compras, o cliente ganha um vale para depositar em nossas lojas. Os vale-compras variam entre R$ 20 e R$ 30 e sempre somos bem sucedidos na data. Receio, sim Com um pé atrás desde a Copa do Mundo, a Alasc (Associação dos Lojistas do Amazonas Shop-ping Center) propõe aos lojistas do shopping mais tradicional de Manaus estratégias que estimulem o consumo, explica a presidente da Alasc, Mercedes Braz. “As últimas datas comemorativas não foram de boas vendas. O Dia dos Namorados, por exemplo, veio com a Copa e é melhor esquecer o fracasso. O que podemos sugerir é que as lojas invistam em vitrines chamativas o quanto antes. O shopping tem feito campanhas para atrair as crianças e a ideia é conquistar os pais”, disse a presidente.

De acordo com Mercedes, o shopping, apesar de tradicional vem registrando quedas nos últimos anos e é hora de reforçar as estratégias, principalmente em datas como esta. “Agora temos mais shoppings na cidade, o bolo estão mais dividido e as fatias menores. Iremos aumentar as campanhas na semana anterior a data, tudo para estimular o consumo”, finaliza Mercedes.

Pesquisa CDLM

Segundo os dados da Pesquisa de Intenção de Compras divulgada pela CDLM na última quarta-feira (24), os itens que mais receberam acenos de possíveis  compras foram peças de vestuário, seguidas de brinquedos e bicicletas. A pesquisa não leva em conta as campanhas e estratégias de marketing direcionadas a data, podendo o resultado ser ainda melhor que o esperado. Ainda de acordo com a entidade, mesmo com boas expectativas, o consumo tende a ser baixo este ano. As compras devem ficar em torno de R$ 191. 37,3% dos pesquisados (a maioria) pretende gastar entre R$ 21 e R$ 50. Apenas 12% pretendem gastar entre R$ 201 e R$ 400 nas compras.

Fonte: Jornal Commercio

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA