Comissão avalia se vereador chamou colegas de ‘corruptos’ em Ji-Paraná, RO

comissaoUma Comissão de Inquérito foi realizada nesta quinta-feira (26), na Câmara dos Vereadores de Ji-Paraná (RO), para avaliar se o vereador Obadias Ferreira (DEM) agiu com falta decoro ao enviar áudios a um radialista afirmando que os vereadores do município recebiam propina.

Um relatório foi apresentado pela comissão apontando a quebra de decoro por parte do vereador.

Segundo a vereadora Claudia de Jesus (PT), o parlamentar poderá até ser cassado por conta do áudio enviado em uma rede social.

“Um áudio foi enviado a um radialista e esse áudio foi difundido no ar, no qual ele fala que aqui na Câmara tem vereadores pegando propina para votar projetos. Nosso regimento interno presa por uma pena, que é a cassação. Então esse relatório será votado e quem irá decidir é o plenário”, esclarece Claudia.

De acordo com o regimento interno, as sessões da Câmara de Ji-Paraná podem ser realizadas até o meio dia. Durante a sessão desta quinta-feira foi realizado um requerimento verbal pedindo a prorrogação, porém o requerimento foi rejeitado pelos vereadores.

O relatório deverá ser votado somente na próxima sessão, realizada na terça-feira (31). Se o relatório da Câmara foi aprovado, uma Comissão Processante deverá ser realizada para avaliar a cassação ou não do vereador.

O presidente da Câmara dos Vereadores, Affonso Cândido (DEM), classificou como “infeliz” a declaração feita no áudio enviado pelo vereador.

“O áudio do vereador, que foi citado aqui hoje, onde ele acusou os legisladores dessa Casa de Lei sem provas. O vereador foi infeliz nas falas dele”, comenta Affonso.

O presidente da Câmara pediu auxilio de agentes da Perícia Técnica da Polícia Civil para avaliar o conteúdo do áudio que teria sido enviado pelo vereador citado na comissão.

G1 entrou em contato com o vereador Obadias Ferreira e este informou que não irá se pronunciar até a votação do relatório apresentado pela Comissão de Inquérito.

comissao 1Fonte: G1

Deixe o seu comentário