Comunidades indígenas e ribeirinhas serão atendidas pelos Doutores sem Fronteira em RO

atendimentoComunidades que moram às margens do rio Guaporé, povos indígenas Paiter Surui e Uru-eu-wau-wau e moradores do Baixo Madeira serão atendidos gratuitamente por médicos, dentistas e pesquisadores que integram a Associação Doutores sem Fronteiras. A primeira etapa de atendimentos, inicia nesta terça-feira (26) e segue até o dia 31 de julho.

Segundo a associação, a programação foi dividida em três etapas, começando com atendimentos nas comunidades do Rio Guaporé, que receberão a visita do Barco Hospital Walter Bártolo, entre os dias 26 de junho a 8 de julho.

Durante os dias 9 e 19 de julho, o atendimento será levado às terras indígenas Paiter Surui e Uru-eu-wau-wau. Nos dias 20 a 31 de julho, serão beneficiadas as comunidades do Baixo Madeira, com atenção aos distritos de Nazaré, Lago do Cuniã e comunidades vizinhas.

O foco do projeto são os atendimentos odontológicos, contudo, segundo a assessoria, neste ano, a equipe será composta também por médicos, biomédicos, biólogos e engenheiros ambientais. Ao todo, o atendimento envolve um grupo de 100 participantes.

Saúde bucal

atendimento1A associação afirma que levará a melhor tecnologia disponível na área odontológica para às comunidades, com um sistema de scanner intraoral, que escaneia a boca do paciente em alguns minutos e a imagem vai para uma fresadora 3D, confeccionando uma prótese dental em minutos.

Além disso, serão realizados tratamentos de canal, restaurações, cirurgias simples e complexas, próteses, implantes, palestras sobre prevenção, distribuição de 2000 kits de escovação, entre outros.

Fonte: G1

Deixe o seu comentário