Covid-19: Hiran Gallo confirma acerto das propostas de Pimentel

O candidato a prefeito pelo MDB – 15, Williames Pimentel, comentou e aplaudiu o artigo publicado pelo médico Hiran Gallo, diretor-tesoureiro do Conselho Federal de Medicina – CFM, para quem a eleição municipal se configura em excelente oportunidade de colocar, nos lugares certos, pessoas comprometidas com os temas relacionados à saúde pública. Personalidade emblemática nacionalmente reconhecida por seu comportamento ético – possui inclusive títulos de doutorado e pós-doutorado em Bioética – Hiran Gallo lembra que a pandemia da Covid/19: trouxe uma importante lição para o país: a saúde deve ser tratada como tema prioritário.

As palavras do médico convergem, na sua integralidade, com o plano de governo de Pimentel, que tem como base o conceito “Saúde é Tudo!” Embora alheio a interesses político/partidários, Hiran Gallo demonstra em seu texto a importância da incorporação, ao processo eleitoral, da preocupação com a saúde pública. Exatamente o que Pimentel se compromete a fazer desde a primeira semana de governo, a começar pela recuperação e abastecimento com pessoal e medicamentos das unidades de saúde. “É nelas que poderemos dar a partida no combate mais eficaz da pandemia: o tratamento precoce, com medicação, exames laboratoriais e acompanhamento logo a partir dos primeiros sintomas, na primeira semana de contágio”.

– “Além dos aspectos técnicos e éticos da assistência” – disse Hiran Gallo –, “é preciso que a vontade política de quem toma as decisões entenda esse recado trazido pelos indicadores epidemiológicos. Talvez menos pessoas tivessem adoecido – ou morrido – em decorrência do contágio pelo novo coronavírus se a infraestrutura de atendimento na rede pública já estivesse melhor preparada para atender às vítimas, logo que a Organização Mundial de Saúde (OMS) decretou o alerta. Se não conseguimos, porém, apagar equívocos passados, temos a chance de escrever uma nova história a partir de agora” – sentenciou ele.

O médico esclarece que – “Para tanto, todas as instâncias de decisão ligadas ao combate à covid-19 precisam traduzir em ações concretas aquilo que é esperado pela população e pelos profissionais de saúde, em especial os médicos. Devem ser adotadas medidas que ofereçam melhor estrutura de atendimento nos postos de saúde, mais leitos de internação e de unidades de terapia intensiva (UTIs), pronto socorro em condições de atender casos graves e valorização aos homens e mulheres presentes na linha de frente. Sem isso, o país ficará novamente à mercê, vulnerável aos riscos desconhecidos que essa doença traz”.

 

 

 

Fonte: Assessoria

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA