Crianças com câncer ganham presentes e festa em hospital de RO

criançasAs crianças da ala da oncopediatria do Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, em Porto Velho, ganharam brinquedos e participaram de uma festa comemorativa nesta quarta-feira (8), promovida em uma casa de diversões da capital. A Campanha “Eu ajudo as crianças” começou a partir de um desafio lançado por três amigas, com o incentivo a publicação de uma foto sem maquiagem e doação de brinquedos. Cerca de 30 crianças da oncopediatria participaram da festa, entre internas e temporárias.

Todos os serviços foram doados, desde a decoração até alimentação, animadores, fotógrafos, transporte e fantasias. Suewa Guerra Nogueira, de 10 anos, é filha de uma das idealizadoras da campanha e se propôs a doar várias fantasias para as crianças. “Acho importante levar a alegria para as crianças”, disse Suewa.

Renata Paes Soares está desde dezembro do ano passado com a filha de 6 anos em tratamento no hospital. A pequena Karen, sempre feliz, só pensava em brincar com os colegas. “Passamos seis meses no hospital, sem ir pra casa. É muito bom sair pra se divertir e vê-la feliz”, disse a mãe.

Já Nilza Ferreira, mãe da Brenda, de 7 anos, disse que a filha está no final do tratamento, e que em dias de medicação fica triste devido as reações da quimioterapia. Ela contou que quando Brenda viu o ônibus que levaria as crianças para a festa esqueceu toda. “Aí foram só sorrisos. É muito bom para distrair as crianças”, disse dona Nilza.

A campanha arrecadou mais do que o esperado, entre brinquedos, roupas, e material escolar. A oncopediatria presenteou todas as crianças e abasteceu a brinquedoteca. “É uma campanha maravilhosa. Nós precisamos de muitos parceiros. Quando a criança brinca, libera a endorfina no organismo, que melhora muito a imunidade delas. Precisamos mais desse tratamento humanizado”, declarou a terapeuta ocupacional Rosineide Landim.

O desafio

O desafio “Eu ajudo as crianças” surgiu no dia 20 de agosto deste ano, quando a maquiadora Merô Reis foi desafiada por uma seguidora de uma rede social a publicar uma foto sem maquiagem. Ela e mais duas amigas pensaram na oportunidade de aproveitar a situação para a arrecadar brinquedos à oncopediatria, que chegou aos estados de São Paulo, Pernambuco, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, Brasília, e aos países de Canadá e Holanda, onde muitas pessoas se interessaram pela doação de medula óssea e incentivaram a doação através de vídeos e mensagens nas redes sociais.

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA