Deputada Jaqueline Cassol cobra agilidade nas obras dos aeroportos do interior

Aeroportos de Cacoal, Ji-Paraná e Vilhena estão fechados para voos comerciais a cerca de seis meses.

“Reabrir os aeroportos do interior para voos comerciais é fundamental para o crescimento da economia de Rondônia”. A afirmação é da deputada federal Jaqueline Cassol que cobrou agilidade nas obras de adequação e melhorias nos aeroportos de Cacoal, Ji-Paraná e Vilhena. A deputada se reuniu com diretor do Departamento de Estradas de Rodagem de Rondônia (DER/RO), Elias Rezende, em Porto Velho, capital do Estado.

Os três aeroportos não estão recebendo voos comerciais a cerca de seis meses. A Azul, única companhia aérea que opera nas regiões, suspendeu os pousos e decolagens no início da pandemia e mesmo com a reabertura da malha aérea brasileira decidiu não retomar os voos por problemas de segurança nas pistas e por conta da violação na cerca aeroportuária.

“Entendemos que a pandemia causou uma série de problemas e afetou os prazos. Mas, precisamos que as obras de melhorias nos três aeroportos sejam concluídas o quanto antes”, cobrou a deputada.

A deputada ressaltou que a ausência dos voos comerciais causam impactos negativos a toda cadeia produtiva do Estado. “Um aeroporto em pleno funcionamento gera emprego e renda e movimenta toda a cadeia de fornecimento. Além de contribuir na arrecadação de impostos, dar mais mobilidade e oferecer o transporte seguro de bens; o aeroporto pode ser decisivo na escolha de para a instalação de uma nova indústria”, destacou.

O diretor do DER informou que as obras no aeroporto de Vilhena estão adiantadas. “A cerca está em execução e só falta o balizamento [sinalização e iluminação]”, disse. A intenção da Azul é retomar os voos à cidade a partir do ano que vem.

CACOAL- A principal queixa da companhia em relação ao aeroporto de Cacoal era a falta de segurança na cerca patrimonial. Rezende afirmou que a Ordem de Serviço já foi assinada e em breve serão iniciados os trabalhos.

“Existem mais algumas obras para serem feitas como terraplanagem e drenagem na pista. Estamos cuidando dos detalhes para entregar o aeroporto novamente à população de Cacoal”, garantiu.

JI-PARANÁ- Para a reabertura de Ji-Paraná falta a certificação da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC). O DER firmou convênio com a Infraero para a execução de serviços especializados de medição de atrito e de macro textura nas pistas. “Já estamos no processo de certificação e nos próximos dias teremos resposta da SAC”, afirmou.

Fonte: Assessoria de Imprensa

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA