Dois homicídios são registrados em menos de 24 horas em Guajará-Mirim, RO

Um homem de 33 anos morreu após ser esfaqueado por um jovem de 21 anos. O crime aconteceu na manhã da última segunda-feira (4) no bairro Santa Luzia em Guajará-Mirim (RO), cidade distante a pouco mais de 330 quilômetros de Porto Velho. O suspeito foi localizado e preso.

De acordo com o boletim de ocorrência, o suspeito encontrou a vítima em uma rua e disse que queria comprar gasolina boliviana para um tio. Nesse momento o homem acompanhou o jovem até uma rua no Santa Luzia.

Ao chegarem no local, o suspeito agrediu a vítima com uma facada na perna e em seguida fugiu por um matagal. Uma mulher, que não teve a idade revelada, ouviu um homem gritando e foi ver o que tinha acontecido, ao se aproximar da rua ela viu o corpo no chão com um sangramento na perna.

A Polícia Militar (PM) foi acionada pela mulher juntamente com o Corpo de Bombeiros. A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu devido à gravidade do ferimento, já que a artéria femural foi atingida.

A PM ouviu testemunhas e iniciaram as buscas. O suspeito foi localizado pouco tempo depois do crime em uma residência no bairro Santa Luzia. Na Delegacia de Polícia Civil ele confessou o crime e foi conduzido ao presídio, onde está à disposição da Justiça.

Homicídio na reserva extrativista Rio Ouro Preto

Um suspeito de 42 anos matou um homem, que não teve a idade revelada, com um tiro de espingarda calibre 20, na tarde do último domingo (3), na Zona Rural de Guajará-Mirim. Policiais civis prenderam o suspeito e apreenderam a arma do crime.

Segundo o boletim de ocorrência, a vítima pegou um facão e tentou agredir o homem de 42 anos após uma discussão. O suspeito pegou um pedaço de madeira para se defender e entrou em uma residência para pegar uma espingarda.

Ao sair da casa ele efetuou um disparo que atingiu o peito esquerdo da vítima. Após o crime, moradores acionaram a Polícia Militar. Quando os policiais chegaram ao local o homem estava sem vida. O corpo foi levado o necrotério após os trabalhos de praxe da perícia.

O suspeito estava em um matagal próximo a casa onde ocorreu o assassinato, esperando pela polícia para se entregar. Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil e após prestar depoimento foi encaminhado ao presídio.

Fonte: G1

Deixe o seu comentário