Dólar opera em queda e fica abaixo de R$ 2,60

dolarO dólar volta a operar em baixa nesta quarta-feira (21), chegando a ficar abaixo de R$ 2,60, em meio a expectativas de maior disciplina fiscal no Brasil e novos estímulos econômicos na zona do euro.

Por volta das 12h, a moeda norte-americana era vendida a R$ 2,5951, em baixa de 0,76%.

“O mercado está em uma semana de bom humor, mas não acho que consiga furar o nível de 2,60 (reais)”, disse o superintendente de câmbio da corretora Intercam, Jaime Ferreira, lembrando que o país ainda vive cenário de atividade fraca e inflação alta.

Medidas de maior rigor fiscal do governo brasileiro vêm agradando os mercados nas últimas semanas. A perspectiva de que o Banco Central Europeu (BCE) anuncie na quinta-feira um programa de compra de títulos também contribuía para o ânimo, já que parte dos recursos injetados na economia europeia tenderia a migrar para cá.

Mas as condições atuais da economia brasileira, com expectativas de crescimento quase zerado neste ano e inflação acima da meta do governo, limitavam o espaço para baixas do dólar.

“Quando vemos um movimento de queda mais sustentado, logo aparece um fluxo de compra. Parece que o mercado não acredita em baixas muito maiores do que isso”, disse à Reuters a operadora de uma banco internacional.

O BC deu continuidade, nesta manhã, às intervenções diárias no mercado de câmbio, ofertando até 2 mil swaps cambiais, que equivalem a venda futura de dólar, com vencimentos em 1º de setembro e 1º de dezembro de 2015.

O BC fez ainda mais um leilão de rolagem dos swaps que vencem em 2 de fevereiro, que equivalem a US$ 10,405 bilhões, com oferta de até 10 mil contratos.

Na terça-feira, o dólar fechou em baixa de 1,54%, a R$ 2,615, refletindo a reação positiva do mercado às medidas fiscais anunciadas pelo governo e o alívio nos mercados globais após a economia da China desacelerar menos que o esperado.

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA