Em discurso, novo governador de RO promete ‘enxugar a máquina pública’

Durante discurso na cerimônia de posse, que ocorreu em Porto Velho na manhã desta terça-feira (1º), Coronel Marcos Rocha (PSL), agora governador de Rondônia, falou em “enxugar a máquina pública” e se emocionou em vários momentos.

O novo governador prestou juramento e se comprometeu a respeitar a Lei Orgânica do Estado. Coronel Marcos Rocha iniciou seu discurso falando de esperança e lembrou dos mais de 500 mil votos recebidos durante o segundo turno.

“Eu que nunca fui candidato a nada, hoje sou empossado governador do Estado de Rondônia”, disse.

Entre as primeiras ações de seu governo, o coronel destacou que pretende enxugar a máquina pública, colocar técnicos atuando em várias funções e lembrar que “a participação de todos os integrantes da sociedade é necessária”. Após isso, o novo governador lembrou de um episódio que o marcou durante a campanha eleitoral.

“Ainda que a gente saiba que Rondônia não esteja como outros estados, ainda temos pessoas sofrendo. Eu vi um garotinho sem roupa, comendo farinha com água e sal. Muitas pessoas ficam pensando o que se pode fazer para se ter mais dinheiro, quando a gente poderia olhar também para as pessoas que estão necessitadas”, lembrou Coronel Marcos Rocha.

Ainda durante seu discurso, o governador descartou o aumento de seu próprio salário e afirmou que todos os projetos apresentados à Assembleia Legislativa em seu governo são sugestões da população à geração de emprego e renda.

Ele lembrou ainda das dificuldades enfrentadas no início de campanha, onde concorreu por um partido até então pequeno e sem recursos públicos: o PSL.

“Alguns diziam que éramos loucos, que não tínhamos dinheiro. No segundo turno começou a vir mais pessoas que acreditavam em mim. De repente, a população gostou da gente”, lembrou.

Durante o discurso, o novo governador também fez várias menções a esposa, Luana Rocha. Ele lembrou que a mesma participou da elaboração de seu discurso de posse e que orava com ele durante a campanha.

“Minha esposa esteve comigo durante todo o processo. Orávamos a Deus”, lembrou o governador. Em troca do apoio prestado ao esposo, Luana Rocha foi nomeada secretária Estadual de Assistência Social (Seas).

Após o término da cerimônia, o coronel seguiu para Brasília (DF) para acompanhar a posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro, do mesmo partido.

Fonte: G1

Deixe o seu comentário