Em RO, churrasco é feito em viaduto em protesto contra as obras paradas

Churrasco1Um grupo de aproximadamente 100 pessoas, chamado de ‘Ativistas de Plantão’, realizou um churrasco ao lado das obras do viaduto do Trevo do Roque em Porto Velho. A estrutura está sendo construída há cerca de oito anos, segundo os organizadores da manifestação, que denominaram a primeira edição da ação como “Churrasco na Laje do Viaduto”. O encontro dos manifestantes começou na manhã deste domingo (13) e deve ir até as 16h, quando deverá começar o movimento contra o governo do PT, que também será realizado pelo mesmo grupo na capital rondoniense.

O jornalista Carlos Caldeira, um dos organizadores da manifestação, disse que o objetivo da ação é dar um sentido para o espaço, que anda sendo utilizado como ponto de venda e aluguel de carros e ônibus.

“A única coisa que vemos aqui é vergonha. O pessoal está mentindo para a população. Isso aqui é um espaço nosso. Então, temos um grupo e resolvemos dar uma destinação sadia para este espaço. Já que ele é nosso e não está servindo para nada, ou melhor, só para enfeiar a nossa cidade. Decidimos fazer uma agenda de atividade para o viaduto enquanto a obra não sai”, disse o ativista.

O jornalista também informou que outras atividades serão realizadas no local, como um dia de lazer que irá conter jogos de vôlei e mesa de ping-pong. A ideia, segundo ele, seria trazer a comunidade para utilizar o espaço e fazer com que as autoridades terminem as obras ou voltem o local a ser como era antes, com a rotatória e o antigo relógio.

Mostrando bom humor, a funcionária pública Claudirene Ferreira era a responsável pelo churrasco que é servido aos manifestantes. Além de cuidar da carne, ela fez questão de ressaltar que a manifestação é pacífica.

“É uma manifestação feita na paz, diferente e extrovertida. Queremos chamar a atenção para essa realidade. Chamamos nossa galera e estamos aqui para mostrar à população o descaso que está tomando conta da nossa cidade. Temos que apresentar onde o nosso dinheiro deveria estar sendo investido. É isso que estão fazendo com a nossa cidade, ou melhor dizendo, não estão fazendo”, alertou Claudirene.

‘Ativistas de Plantão’
Segundo Claudirene, o grupo contém aproximadamente 60 pessoas, que agem ativamente em causas sociais. A parceria dos manifestantes aconteceu há aproximadamente um ano e meio. Eles também realizam ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, entre outros movimentos.

Viaduto
As obras dos viadutos de Porto Velho tiveram início em 2009 e foram paralisadas diversas vezes.Em março de 2015, o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) afirmou que a previsão de entrega de parte da obra seria para 2016, mas até hoje a estrutura ainda não foi concluída.

ChurrascoFonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA