Empresários de Ouro Preto acreditam no turismo como solução para o crescimento econômico local

optoAcreditando no turismo como uma das saídas para o crescimento econômico de Ouro Preto do Oeste, cerca de 50 empresários reuniram-se na noite desta terça-feira (9), no auditório do Graúna Resort Hotel, em busca de uma união da classe empresarial para juntos criarem uma Agência de Turismo através de uma associação com a finalidade de explorar e divulgar todo o potencial turístico do município.

De acordo com os responsáveis pelo encontro, Ouro Preto do Oeste tem a seu favor vários locais para serem explorados turisticamente, a exemplo do Morro Chico Mendes, Praça da Liberdade, Coimbra Park, Clube Tocari, Graúna Resort Hotel, Vale das Cachoeiras, Bosque Municipal, que está em fase de construção, Reserva Ambiental Chico Mendes, a 3ª maior reserva do Brasil situada em perímetro urbano, Clube de Aeromodelismo, além dos eventos oficiais do município que, segundo os empresários, precisam voltar a ser realizados – Carnaval, Micaouro e Réveillon.

Já os esportes disponíveis aos visitantes são inúmeros, desde a prática de trilhas a pé ou de motocicleta, voos de parapente, ciclismo, rapel, aeromodelismo, e o emocionante drift trike realizado na descida da via de acesso ao Morro Chico Mendes, entre outros.

O anfitrião do evento, proprietário do Graúna Resort Hotel, Alfredo Rodrigues da Silva, explicou aos presentes que o turismo engloba e beneficia quase todos os ramos empresariais e com isso todos saem ganhando, especialmente o município.

O empresário lembrou que o turista, ao vir para Ouro Preto do Oeste, precisará se hospedar em um hotel, fazer suas refeições em um restaurante ou lanchonete, utilizar-se de um táxi ou moto-táxi para se locomover, comprar uma pipoca na praça, um remédio na farmácia, tomar um sorvete, e até mesmo comprar uma roupa ou calçado em uma loja, e com isso passa a fomentar a economia local.

Alfredo ressaltou também que, a partir dessa agência através de uma associação, haverá a possibilidade de se buscar recursos e investimentos junto aos governos municipal, estadual e federal em prol de benfeitorias para alavancar ainda mais o turismo.

“Nesse momento necessitamos de pessoas que queiram trabalhar de verdade e que acreditem em nosso município, pois precisamos fazer a diferença e a diferença somos nós. Ou continuamos sentados vendo as coisas como estão ou reagimos e fazemos a coisa acontecer”, frisou Alfredo.

Rogério Alves da Silva, representante do escritório de contabilidade Curitiba, fez um alerta durante a reunião, lembrando a todos que nenhuma grande empresa se instalará em Ouro Preto do Oeste e que os empresários precisam achar uma maneira de atrair clientes de outros municípios. E uma dessas maneiras seria através do turismo. “Está na hora de pararmos de reclamar e fazer acontecer. Já tiramos muito desta cidade, está na hora de fazer um pouco por ela”, desabafou Rogério.

O Sebrae de Ji-Paraná, por meio de seu técnico Sebastião Oliveira, colocou-se à disposição dos empresários de Ouro Preto do Oeste, disponibilizando uma palestra gratuitamente que será ministrada no mês de abril, além de 10 vagas para os empresários de Ouro Preto do Oeste participarem da Fispal Tecnologia – Feira Internacional de Processos, Embalagens e Logística para as Indústrias de Alimentos e Bebidas, que acontecerá em São Paulo, em que o Sebrae custeará 60% dos gastos para as microempresas e 70% para pequenas empresas.

Ao final do encontro foi decidido que a Agência de Turismo passará a utilizar a Associação de Turismo Agroecológico e Reflorestamento de Rondônia – ATAR, por ela já ter três anos de existência. Também foi aprovada a diretoria da ATAR que comandará a Agência de Turismo pelo período de três anos.

Fonte: Gazeta Central

Deixe o seu comentário