Enem é aplicado para quase 300 presos de Rondônia

enemA primeira parte das provas do Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL) foi aplicada nesta terça-feira (12) nos presídios masculinos e femininos de Rondônia. No estado, segundo Ministério da Educação (MEC), quase 300 presos fizeram a prova.

Em Guajará-Mirim (RO), a cerca de 330 quilômetros de Porto Velho, exame ocorreu entre 7h e 15h e foi aplicado para 22 presos, sendo 15 homens e sete mulheres.

O Enem PPL vai beneficiar diretamente 285 presos em todo o estado, que terão o direito de fazer as provas, sendo a primeira parte nesta terça e a segunda na quarta-feira (13). A aplicação do exame é feita por quatro agentes penitenciários em cada unidade.

Em Rondônia, várias cidades realizam a aplicação da avaliação, conforme a determinação do Governo Federal. A que tem o menor número de presos fazendo o exame é Costa Marques, com apenas dois inscritos.

Ainda segundo o MEC, além de homens e mulheres, o Enem PPL também está sendo feito por jovens que estejam cumprindo pena em centros socioeducativos em todo Brasil, com objetivo de dar oportunidades no ingresso acadêmico e avaliar o desempenho escolar ao término do ensino médio.

O Enem regular foi aplicado em todo território nacional nos últimos dias 5 e 12 de novembro, com pouco mais de 6 milhões de inscritos.

Fonte: G1

Deixe o seu comentário