Energisa substituiu mais de 1.000 geladeiras em Rondônia em 2020

Projeto contemplou famílias de baixa renda, escolas públicas e instituições de caridade.

INSTITUCIONAL – “É um presente Natal antecipado!”, disse dona Maria Darclei da Silva ao receber uma geladeira novinha da Energisa, por meio do Programa de Eficiência Energética, que entregou 1.019 geladeiras esse ano em Rondônia. O eletrodoméstico veio em boa hora, para substituir o antigo, que estava com defeitos que contribuíam para o alto consumo de energia. “Ela já tinha oito anos de muito uso e foi para o conserto várias vezes. Eu não tinha condições de comprar”, lembrou. A alegria de ganhar geladeira também é sentida por aqueles que entregam o presente, conforme relata José Ramalho, prestador de serviço da concessionária. “É gratificante! A gente entrega de 16 a 20 geladeiras por dia e vê esses sorrisos”, conta.

A Energisa fez o levantamento das famílias cadastradas na tarifa social e que preenchiam requisitos como renda familiar, baixa eficiência do eletrodoméstico e inadimplência. O coordenador de Eficiência Energética da concessionária, Talis Henrique de Sousa, conta que com a análise das informações ampliou a quantidade de beneficiados e alcançou famílias em diversas comunidades, especialmente nas regiões mais carentes. “Foi um trabalho de formiguinha, indo em cada bairro, mas que mostrou grande resultado. Mesmo em um ano desafiador devido à Covid-19, encontramos novos meios de continuar o projeto que atende aqueles que mais precisam”, declarou. Os moradores também recebem orientações do uso adequado da energia, atrelando economia e eficiência.

Em Porto Velho, Jacy Paraná e Itapuã do Oeste, 186 escolas da rede púbica de ensino e entidades filantrópicas também receberam novas geladeiras e lâmpadas LED. A iniciativa faz parte do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Aneel, desenvolvido Energisa em Rondônia, que visa levar soluções de economia de energia e ações de conscientização sobre o uso racional desse insumo essencial no dia a dia.  “Quando as aulas presenciais voltarem, os alunos terão uma escola iluminada e mais confortável, o que contribui para o aprendizado”, enfatizou o coordenador. Desde julho do ano passado, foram quase 41 mil lâmpadas LED instaladas em lares, escolas e instituições de filantropia

Para diretora da instituição, Rosana Brito Dartiballe, a substituição das lâmpadas veio no momento certo, pois nem todos os bocais tinham iluminação adequada. “Quando bate o sol nós temos que fechar as cortinas e acender as luzes para não prejudicar a visão dos nossos alunos, nem sempre o que tinha nas salas era o suficiente, pois não tínhamos recursos para preencher as luminárias duplas”, conta ao lembrar que para ser beneficiado pelo programa, o cliente não precisa se descolocar até a agência. “Nosso trabalho é itinerante, seguindo um cronograma de atuação. Por isso, orientamos aos clientes que se encaixem no perfil a manterem atualizado o cadastro no CAD Único”, concluiu.

Fonte: Assessoria/Energisa

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA