Equipes das polícias Civil e Militar atuam em oito comunidades no Rio

policia-rioA Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro informou hoje (29) que as equipes das polícias Civil e Militar atuam em oito comunidades da zona norte, localizadas nos bairros de Costa Barros, da Pavuna, de Ricardo de Albuquerque, Barros Filho e Guadalupe. O objetivo é efetuar mapeamento da região e levantamento de informações. Os dados serão usados em futuras operações.

A ação conta com 262 policiais militares dos Batalhões de Operações Especiais, de Polícia de Choque, de Ações com Cães e Grupamento Aeromóvel, além de 80 policiais civis da Coordenadoria de Recursos Especiais, das Delegacias de Roubos e Furtos de Automóveis, de Combate às Drogas e de Roubos e Furtos.

Com o apoio de seis blindados e três helicópteros (dois deles com radares aéreos), os policiais militares estão no Chapadão e na Pedreira. Já os policiais civis, com o apoio de dois blindados e um helicóptero, estão nas comunidades de Proença Rosa, Mata Quatro, Mundial, Chaves, Joana D’arc e Eternit. Nessa região é empregado o maior número de policiais, devido a violência associada ao tráfico de drogas que controla essas comunidades.

A Polícia Militar informa em balanço parcial divulgado às 8h45 que duas pessoas foram detidas e um menor apreendido. Foram apreendidos quatro fuzis (na comunidade Grão-Pará), 23 tabletes de maconha (escondidos em uma mata, no Morro do Dezoito), um colete à prova de balas e um rádiotransmissor. Foram recuperados também, sete veículos e três motos. Quatro automóveis foram encontrados pelo Batalhão de Polícia de Choque em uma oficina para desmonte, no Complexo do Chapadão.

Fonte: Agência Brasil

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA