Escola suspende aulas após ser atingida por cheia em Buritis, RO

escolaA Escola Municipal Paulo Freire, localizada no Setor 2, em Buritis (RO), a cerca de 320 quilômetros de Porto Velho, foi tomada pela cheia após as águas dos rios Candeias e São Domingos e do Igarapé do Veado transbordarem no último sábado (21). De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (Semed), as aulas foram suspensas, principalmente, porque o poço de água da instituição de ensino foi atingido pela enchente. Cerca de 780 alunos estudam no local. A secretaria informou ainda que os trabalhos seguem em ritmo acelerado para a retomada do calendário escolar.

No domingo (22), funcionários e voluntários trabalhavam na limpeza da escola. De acordo com a diretora da escola, Maria Aparecida Machado Vargas, a água entrou em todas as salas da instituição. Livros, alimentos e equipamentos eletrônicos foram danificados. Além disso, a água passou por cima do poço. “Estamos fazendo uma limpeza e levantamento da situação para resolução do problema”, enfatiza a diretora.

O secretário da Semed, Valdívio Simões do Nascimento, recém-nomeado ao cargo, após os desdobramentos da Operação Perfídia, ressalta que a escola deve voltar a atender nos próximos dias. “Estamos trabalhando para que os alunos não sejam prejudicados. No retorno, os dias suspensos serão recuperados”, finaliza.

Áreas atingidas

A coordenadora da Defesa Civil, Ocilene Gonçalves, comenta que os setores 1, 2, 5, 7, 8 e 9 da cidade foram atingidos pela enchente. O órgão está realizando o cadastramento das famílias atingidas para planejar um cronograma de ação. A Escola Estadual Buriti é o ponto de apoio dos desalojados e de doações. Ainda conforme a Defesa Civil, até este domingo, não havia desabrigados, pois os moradores foram acolhidos na casa de familiares e amigos.

Ocilene ressalta que esta foi a maior enchente em 20 anos, no município. “Ainda não temos um quantitativo de casas onde as famílias perderam tudo, ou daquelas que perderam até a casa. Sabemos que tem em torno de quatro ou cinco casas que foram completamente destruídas, mas ainda não temos este número oficial”, ressalta.

O comandante do Corpo de Bombeiros, tenente Annelsandre Rodrigues da Costa, explica que por volta das 5h da manhã de sábado, a corporação começou a ser chamada pela população. O tenente diz que o Rio São Domingos cruza a cidade e seu transbordamento foi o principal motivo para a enchente. “O Setor 8 ficou ilhado. As pessoas não tinha acesso a ele. Os setores 1 e 2 foram os mais prejudicados, pois a água invadiu mais casas”, salienta.

Forte chuva

As águas dos rios Candeias e São Domingos e do Igarapé do Veado transbordaram após chuva intensa que caiu do início da noite de sexta-feira (20) até a tarde deste sábado (21) em Buritis (RO). As saídas da cidade ficaram inundadas. A prefeitura do município decretou estado de emergência e pediu reforços de Ariquemes e Porto Velho.

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA