Espécies coletadas em mais de 20 anos de expedições em RO estão entre as perdas do Museu Nacional

Espécies de aracnídeos que foram catalogadas e coletadas em mais de 20 anos de expedições no estado de Rondônia estão entre as peças que foram destruídas no incêndio do Museu Nacional no último domingo (2), no Rio de Janeiro.

De acordo com o biólogo e pesquisador Flávio Terrassini, algumas espécies ainda não foram descritas pela ciência, pois estavam em processo de catalogação. Dentre os exemplares encontrados no estado, que foram cedidos ao Museu, estavam aranhas, escorpiões, lacraias e carrapatos.

Algumas espécies, como a Carios Rondoniensis só foram encontradas em cavernas de Porto Velho. Segundo o biólogo, mais de 200 insetos de mais de 10 espécies diferentes foram cedidos ao Museu Nacional.

Deixe o seu comentário