Exportações de suco crescem 30% em maio ante maio/2017

suco_de_laranjaO volume total de suco de laranja exportado no mês passado atingiu 212,6 mil toneladas, altas de 30% em relação às 163,7 mil toneladas embarcadas em maio de 2017, e de 8,7% ante abril, quando o País vendeu 195,5 mil toneladas ao exterior. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, 1º de junho, pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e consideram 21 dias úteis.

A receita obtida com as exportações de maio atingiu US$ 209,8 milhões, avanço de 19,41% ante US$ 175,7 milhões registrados em igual período de 2017. O resultado representa alta de 25,48% se comparado ao montante de US$ 167,2 milhões faturado em abril.

Com o resultado de maio, as vendas acumuladas de suco nos primeiros cinco meses de 2018 alcançaram 1,021 milhão toneladas, 33,74% a mais que o total de 763,4 mil toneladas embarcadas em igual intervalo de 2017. A receita acumulada entre janeiro e maio somou US$ 916,1 milhões, 43,63% acima dos US$ 637,8 milhões referentes ao igual período do ano passado.

Em maio, as vendas de suco de laranja concentrado e congelado (FCOJ) movimentaram US$ 129,7 milhões, altas de 146,6% na comparação com os US$ 52,6 milhões de abril e de 40,5% ante os US$ 92,3 milhões faturados em maio de 2017. O volume exportado de FCOJ ficou em 71,6 mil toneladas no mês passado, aumento de 141,1% em relação ao total de 29,7 mil toneladas de abril e avanço de 37,2% na variação anual, ante 52,2 mil toneladas embarcadas em maio de 2017.

O faturamento com as vendas de suco não concentrado e não congelado (NFC) no quinto mês de 2018 foi de US$ 80,1 milhões, redução de 30,1% ante US$ 114,6 milhões registrados em abril e queda de 4% quando comparado à receita de US$ 83,4 milhões obtida em maio de 2017. Já o volume exportado de NFC foi de 141 mil toneladas no mês passado, baixa de 14,96% sobre as 165,8 mil toneladas de abril. Em relação a maio de 2017, quando foram exportadas 111,5 mil toneladas, houve elevação de 26,46%.

Fonte: Estadão Conteúdo

Deixe o seu comentário