Faltando quatro dias para Copa Verde, Ionay pede demissão do Rondoniense

demissaoFaltando quatro dias para um dos jogos mais importantes do Rondoniense Social Clube, o técnico Ionay da Luz anuncia seu desligamento do clube. Na tarde de terça-feira, 28, o profissional pediu demissão do cargo, deixando como sugestão de substituição, Elias, atual auxiliar técnico.

Incompatibilidade de trabalho, desgaste e interferência nas escolhas do elenco que disputará a atual temporada são os principais motivos do pedido de demissão de Ionay. O técnico afirma que quando recebeu o convite para voltar à Rondônia tinha acordado com o presidente Antônio Tadeu o retorno dos jogadores que conquistaram o título e não foi atendido.

O RSC, que ganhou o título estadual em 2016 invicto, iniciou a temporada 2017 com jogo de portão fechado, contratações sem anúncio ao técnico, cancelamentos de reforços e alguns desligamentos. Na última semana, além do técnico, o principal nome do time também pediu demissão, o goleiro Dida.

Conforme o relato de Ionay, além dos jogadores novos, o ex-gerente de futebol Dutra não consultava o técnico para as contratações, vetando o trabalho de resgate dos antigos jogadores do clube.

– Contrataram um gerente de futebol, que não consultava ninguém antes de trazer jogadores, não aceitou o retorno dos meninos que jogaram na raça e conquistaram o título, impedia qualquer trabalho da comissão técnica quanto a ajuste em campo e o resultado foi devastador. Os que já conheciam a linha de trabalho do clube pediram para sair por não aguentarem, comigo não foi diferente.

Ionay afirma que voltará para Bahia, mas que sai de Rondônia frustrado, pois abriu mão de um clube no interior do estado por acreditar no trabalho do Rondoniense e percebeu que estava lutando sozinho para que o clube voltasse a conquistar mais um título.

– Percebi que estava em um desgaste sem tamanho, tentando juntar o que o ex-gerente espalhou, mas estamos com pouco tempo. Aguentei enquanto pude, calado, acuado, agora cheguei em meu limite. Lamento muito sair em um momento tão importante para mim e pra esse time, deixando alguns meninos fortes que me fizeram acreditar no futebol Rondoniense, mas é melhor assim.

Em sua temporada a frente dos times do Rondoniense Social Clube, Ionay da Luz disputou sete jogos, conquistando três vitórias, um empate e três derrotas e conduziu a equipe a conquistar o primeiro título para o Periquito. O profissional destaca que toda renúncia acompanha diversos sentimentos e relata a dor de deixar o clube.

– Infelizmente ficamos marcados de forma negativa nessa temporada. A dor de abandonar bons jogadores é indescritível, não trabalhamos apenas com bola e jogadores, mas com sonhos, famílias. Voltar para meu estado sem ter lutado é frustrante, mas vi que não poderia fazer mais nada pela equipe, sem auxílio, receita e apoio, nada pode ser feito. A vitória não é alcançada apenas com vontades.

Além de Ionay da Luz, o Rondoniense enfrentou o saída de Marco Aurélio, artilheiro 2016 do clube, Sidney, goleiro da base que estava sendo treinando para o profissional, o zagueiro Piquê que havia sido citado como reforço e desistiu alegando desconforto ao saber de algumas coisas e o goleiro destaque nas partidas, Dida.

O Rondoniense tem encontro marcado com o Cuiabá-MT no dia 5 de março. Devido a não entrega dos laudos técnicos do Corpo de Bombeiros, o jogo será de portões fechados no Aluizão. No dia 12 de março o Rondoniense volta aos campos pelo Campeonato Estadual contra o Guajará.
Fonte: GE

Deixe o seu comentário