Família de bebê de Rondônia pede ajuda para tratamento em São Paulo

enzoAos quatro meses de idade, o bebê Enzo Gabriel, nascido em Vilhena (RO), está em tratamento médico na cidade de Ribeirão Preto (SP), há dois meses, e a família pede ajuda para conseguir se manter longe de casa. A mãe do bebê, Thaís Fernanda Pereira, de 14 anos, conta que o filho foi diagnosticado com epidermólise bolhosa, uma doença genética rara que causa grande sensibilidade na pele.

Enzo já foi levado para UTI duas vezes, desde que iniciou o tratamento. Segundo a mãe, a criança ainda não apresentou grandes melhoras. “Ele estava bem e piorou quando veio para cá. chegou a ir para a UTI duas vezes, mas o quadro é estável. Os médicos estão cuidando das feridas para seguir com o tratamento”, afirma Thaís, lamentando não haver um prazo para que o filho receba alta. O bebê chegou a ser tratado no Hospital das Clínicas, em São Paulo.

Atualmente a família está hospedada na casa de parentes, mas reclama dos altos custos para se locomover. “Meu pai me manda dinheiro, mas o gasto com transporte é alto porque tenho que ir para o hospital todo dia. Também temos outras necessidades”, explica.

Para pedir ajuda e divulgar sobre o tratamento de Enzo Gabriel, a família criou uma página em uma rede social. Veja como ajudar:

Doações em dinheiro: Banco Bradesco – Ag. 1289-7 C/c 17216-2 Paulo Nogueira Gonçalves (Avô de Enzo)

Doença

De acordo com o dermatologista que acompanha o caso, Ricardo Tiussi, Enzo nasceu com um problema na molécula que não tem cura. “As bolhas aparecem nas áreas de atrito. Ele, por exemplo, só pode usar fralda de pano, pois dá menos irritação na pele”, afirma.

Tiussi explica que os exames em São Paulo vão apenas indicar qual o grau da doença. “Existem vários tipos da doença, então este exame vai ajudar, mas os cuidados precisarão ser tomados durante toda a vida”, explica o médico. O médico esclarece que até a alimentação terá um cuidado especial. “Se ele comer a casca do pão por exemplo, pode ferir a boca e assim formar bolhas”, conta.

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA