Fhemeron pede doação de sangue ‘A+’ e ‘O-‘ para o Carnaval 2019 em Rondônia

Com a aproximação do período de carnaval, quando há aumento nos índices de acidentes de trânsito e de violência, a Fundação de Hematologia e Hemoterapia (Fhemeron) intensificou a campanha pela doação de sangue dos tipos ‘A+’ e ‘O-’. São tipagens sanguíneas que estão em estoques críticos na unidade.

Na programação pré-carnaval, parceiros da Fhemeron estão auxiliando no abastecimento de bolsas de sangue. A Base Aérea de Porto Velho e o Tribunal de Justiça participam nesse mês de fevereiro e o Ministério Público está organizando uma campanha para doação de sangue e medula óssea.

Durante os dias de carnaval, a Fhemeron deve funcionar em um dos pontos facultativos, na segunda ou quarta-feira, alinhados ao Hemoam, em Manaus, que é uma força auxiliar no processo de sorologia, realizando testes específicos para atestar a qualidade do sangue e liberar a bolsa para a doação, procedimento que deve acontecer em consonância ao funcionamento nos dois Estados.

Para os doadores, foi criado grupo de WhatsApp para repasse de orientações e divulgação sobre as campanhas atuais. Uma lista, na recepção, fica disponível para que visitantes e doadores informem o contato telefônico para inclusão no grupo de conversa. O grupo serve ainda de incentivador para os participantes.

O estado tem hemocentros regionais em centros de coleta em Porto Velho, Ji-Paraná, Cacoal, Rolim de Moura, Vilhena e Ariquemes. Na capital, o atendimento é de 7h15 às 18h, de segunda a sexta, no sábado o atendimento é de 7h15 às 12h.

Nos demais centros, no interior, o atendimento ocorre de manhã, de segunda a sexta. O telefone para atendimento direto é o 3216-2234, mas a população pode encontrar informações também por meio das redes sociais.

RECOMENDAÇÕES PARA DOAÇÃO

A Fhemeron reforça aos doadores a importância da hidratação antes e após a doação, com a ingestão de, pelo menos, um litro de água, antes de chegar no Hemocentro. É importante também que os doadores estejam alimentados, evitando comidas gordurosas nas últimas 24 horas, pois reflete na realização dos exames.

Outra recomendação é sobre o pós-almoço, por ser uma refeição mais completa, é necessária a digestão em duas a três horas antes da doação.

Os doadores não podem estar em jejum, mas em casos de pessoas que passam pela avaliação clínica e são aptos, porém limitadas por causa da alimentação, a Fhemeron fornece um pré-lanche leve com bolacha e suco. Após a doação, todos os doadores recebem um lanche leve com sanduíche simples e suco, em algumas ocasiões a Fhemeron fornece também frutas, caldos, mingaus, e outros.

Foto: SECOM

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA