Fiero lança do estudo de viabilidade para implantação de hidrovia

fiero

O meio de transporte fluvial é um dos mais antigos do mundo e se revela uma excelente oportunidade de ampliação da competitividade dos negócios, à medida em que reduz o valor das despesas com o custo do transporte.

Afirmou o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero), Marcelo Thomé, na segunda-feira, 30, no lançamento do estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental para implantação da Hidrovia do Rio Amazonas, evento sediado da Fiero.

Dividida em três etapas, a apresentação abordou temas como infraestrutura existente, gargalos operacionais, demandas potenciais e ações de curto prazo.

Na segunda apresentação o foco foi o licenciamento ambiental e desafios da implantação da sinalização, balizamento, derrocamento e drenagem. E encerrou com os temas custo de implantação, fontes de financiamento e modelos de exploração econômica.

Marcelo Thomé reputa a hidrovia Madeira-Amazonas como da maior importância para garantir a competitividade no escoamento da produção de grãos a partir da linha imaginária do paralelo 16, que é a região composta por parte de Mato Grosso do Sul e Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Rondônia e parte do estado do Pará.

“A estruturação de hidrovias e terminais portuários nos rios da Amazônia se justifica pelo fator distância e pela saturação dos portos do Sudeste e do Sul do Brasil, gerando imenso gargalo logístico na movimentação da produção de alimentos dessa região. No mundo de economia globalizada em que vivemos, precisamos e devemos ser cada vez mais competitivos. Em termos de custo e capacidade de carga, o transporte hidroviário é cerca de oito vezes mais barato do que o rodoviário e de três vezes menor que o custo do transporte por ferrovia”, argumenta Thomé.

Marcaram presença no evento, o senador Valdir Raupp, o vice-presidente de Assuntos Legislativos, José Marcondes Cerrutti; vice-presidente de Assuntos de Infraestrutura, Emerson Fidel Campos de Araújo; vice-presidente de Assuntos Tributários, Edmilson Matos Cândido; diretor Biramar Rosa de Almeida, o presidente do Conselho de Representantes da Fiero, Chagas Neto, coordenador técnico do Movimento Rondônia pela Educação, Edgar Teixeira, dentre outros convidados.

FonteAssessoria

Deixe o seu comentário