Galinhas fazem ninho sobre livros abandonados em escola de RO

livros_abandonadosA Escola Municipal São Francisco de Assis, localizada na zona rural de Cacoal (RO), município distante cerca de 480 quilômetros de Porto Velho, está desativada há quase dois anos, ainda assim, é possível encontrar materiais de várias disciplinas abandonados em uma pequena sala do prédio. Em meio a objetos e caixas, livros servem como ninho de galinhas que ficam pelo pátio. Procurada pelo G1, a Secretaria Municipal de Educação afirma que os livros estão ultrapassados e não tem nenhuma serventia para os alunos.

O abandono foi identificado pelo funcionário público Cleiton Gonçalves, de 30 anos, que ao passar pelas dependências da escola observou uma grande quantidade de livros abandonados e danificados no local. “Eu coloquei alguns livros em duas caixas e trouxe para a cidade, pois pretendo acionar o Ministério Público. Para mim isso é uma brincadeira com o dinheiro público, pois há tantas pessoas sem acesso ao estudo e esses livros sendo danificados”, disse Cleiton.

Arildo Trevizani, de 67 anos, tem um comércio ao lado do prédio onde funcionava a escola e acompanhou toda a desativação do prédio. “É um prédio novo, não havia problema nenhum de estrutura na escola. Eu fico chocado todas as vezes que a própria prefeitura vem até aqui para derrubar parte da obra. Tem uma sala ‘novinha’ que está totalmente destruída, que os alunos não utilizaram nem um ano”, afirma Arildo.

O secretário municipal de educação, Joel Domingos, afirma que os livros abandonados na escola deveriam ter sido incinerados pela administração pública. “Esses livros estão com o consumo ultrapassado há mais de sete anos e não tem mais nenhuma serventia para os alunos. Eu já havia visto esses livros jogados na sala e confesso que não deveriam estar ali e sim terem sido doados para a incineração”, confessou Joel.

Escola desativada

Segundo a secretaria, o prédio foi desativado, pois havia uma grande rotatividade de estudantes, abandonos e transferências, ficando a escola com um número insuficiente de estudantes para ser mantida funcionando. Com isso, encerrou-se o ano letivo em 2012 e os alunos da Escola São Francisco de Assis foram transferidos para a Escola Municipal Anita Garibaldi, distante cerca de cinco quilômetros.

O secretário disse que não há nenhuma possibilidade da escola voltar a funcionar, portanto a prefeitura utilizou alguns materiais como telhas e madeiras para dar manutenção em outras escolas. A parte da fiação elétrica foi furtada.

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA