Garantidos mais de R$ 8 mi para a agricultura

confucioPara modernizar as centrais de recebimentos e distribuição de produtos da agricultura familiar adquiridos pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), o governador Confúcio Moura assinou na terça-feira, em Porto Velho, contrato de repasse com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). O valor do contrato é de R$ 8,9 milhões com contrapartida do Estado, através da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento e Regularização Fundiária (Seagri).

A agricultura familiar, segundo FAO, é a chave para erradicação da fome e por toda a área graças à produção de alimentos, à geração de empregos e ao desenvolvimento rural sustentável. O Estado de Rondônia vem investindo na produção, através do cartão Mais Sementes; e na comercialização, através da aquisição com o PAA.

“Esse recurso é inédito para o Estado. Isso é reflexo das políticas públicas com investimento direto na agricultura familiar. Em 2011 adquirimos pelo PAA mais R$1,4 milhões; em 2014 foram mais de R$ 8 milhões; e para este ano serão mais de R$ 13 milhões para aquisição de produtos oriundos da agricultura familiar”, citou o governador, observando que o agricultor familiar é diretamente beneficiado tendo mais renda e sustentabilidade na atividade.

ACELERAR

De acordo com a adjunta da Seagri, Mary Braganhol, com a grande expansão do PAA no Estado, as centrais de distribuição ficaram desatualizadas. Com esse convênio será possível acelerar a coleta e a distribuição. “Serão comprados caminhões, caixas plásticas, refrigeradores horizontais e câmaras frias”, explicou.

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) promove o acesso a alimentos às populações em situação de insegurança alimentar e promove a inclusão social e econômica no campo por meio do fortalecimento da agricultura familiar.

“O PAA propicia a aquisição de alimentos de agricultores familiares, com dispensa de licitação, a preços compatíveis aos praticados nos mercados regionais. Os produtos são destinados a ações de alimentação empreendidas por entidades da rede socioassistencial; equipamentos públicos de alimentação e nutrição, como restaurantes populares, cozinhas comunitárias e bancos de alimentos, escolas, associações e para famílias em situação de vulnerabilidade social”, apontou a adjunta da Seagri.

Em Rondônia foram investidos, de 2011 a 2014, pelo menos R$ 14,6 milhões na aquisição de alimentos oriundos da agricultura familiar, totalizando mais de 2,4 mil famílias beneficiadas com as compras de produtos alimentícios.

Fonte: Assessoria

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA