Glaucione critica conduta de secretário regional de Cacoal

Glaucione criticaParlamentar afirma que assessores do governador ainda não desceram do palanque

A deputada Glaucione Rodrigues (PSDC), durante seu pronunciamento na Assembleia Legislativa, disse que o governador Confúcio Moura (PMDB) precisa convocar sua assessoria para desarmar palanques. Segundo a parlamentar, está muito difícil trabalhar com alguns secretários nomeados pelo chefe do Executivo e que sem união os deputados serão “patrolados”.

“Existem muitas coisas que acontecem em nossas bases que o governador nem toma conhecimento, não chega até ele. Me sinto desrespeitada”, afirmou a deputada. Ela disse, ainda, que o governador está mal assessorado e que no interior muitos de seus representantes ainda mantém palanques partidários. “Será que quem não votou no governador Confúcio Moura terá que ir embora de Rondônia? Onde está a democracia?”, questionou Glaucione.

A deputada citou a conduta do secretário regional de Cacoal, Carlos Prado, que segundo ela, estaria batendo de frente com sua base no município de Cacoal e a impedindo de trabalhar pela população da região. Glaucione informou que neste final de semana tentou entrar em contato com o secretário para ajudar pacientes que precisavam de UTI, mas que não conseguiu ser atendida.

“Eu não estou aqui pra pedir nada em particular, é para a população. E esse secretário se acha o suprassumo do poder e esquece que está ali por força de uma caneta. Eu estou aqui pela força do voto de 18 mil eleitores, é trabalho sério. Tivemos dois óbitos esse final de semana e não conseguimos falar com ninguém para tentar uma UTI”, declarou.

Em aparte o deputado Laerte Gomes (PEN) disse que a deputada trouxe um tema importante para a Assembleia. O parlamentar afirmou que também tem tido problemas por ter sido eleito por um grupo de oposição e que é importante que assessores do governador tratem todos os parlamentares de forma igualitária. “O governador é solicito, atencioso, nos recebe bem, mas seus secretários sentem que foram eles que ganharam as eleições”, disse.

O deputado Cleiton Roque, disse que não são apenas deputados da oposição que vêm enfrentando dificuldades em trabalhar com assessores de Confúcio Moura. O deputado citou lentidão na liberação de licenças na Sedam. “Muitos licenciamentos, a maioria da nossa região estão emperrados e está acontecendo um entrave por parte do órgão e se continuarem com esse comportamento não temos como defender a pasta”, disse o deputado.

Glaucione afirmou ainda que as atitudes do secretário regional de Cacoal prejudicam apenas a população e não a sua gestão como parlamentar. A deputada mencionou que Carlos Prado precisa colocar os pés no chão, trabalhar com mais humanidade, em prol da população e não com interesses políticos. “O governador precisa abrir os olhos ou o seu governo vai pro buraco com assessores deste perfil. Já estamos enfrentando um governo com crises, é hora de acabar com as picuinhas, é hora de trabalho sério, sem vaidades e sem bandeira política.”

Glaucione informou ainda que os deputados aguardam uma resposta do requerimento coletivo que solicita do governo estadual informações quanto aos recursos oriundos do Pidise e do Proinveste. “São recursos que ultrapassam a casa dos bilhões, precisamos saber o quanto foi gasto e o quanto ainda tem para ser investido. Precisamos saber a atual situação desses empréstimos”, finalizou a deputada.

Fonte: ALE/RO – DECOM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA