Homem é morto a tiros após tentar estuprar menina e agredir policial na cabeça com facão, em RO

jaruUm homem de 41 anos morreu após ser atingido por quatro disparos de arma de fogo, efetuados por um policial militar, em Jaru (RO), a 290 quilômetros de Porto Velho. Segundo a Polícia Militar (PM), o homem havia tentado estuprar uma menina de 12 anos em uma casa, nesta terça-feira (1°), e ainda desferiu um golpe de facão na cabeça de um policial, que ficou com um corte na face e orelha.

Conforme o boletim de ocorrência, os policiais foram informados que no endereço informado havia um homem com transtorno emocional e bastante agressivo, o qual tentou abusar sexualmente de uma adolescente.

Na localidade, a mãe da garota disse que o suspeito estava na residência onde ele mora localizada há alguns metros.

A guarnição da PM se deslocou até o imóvel e encontrou o homem de cueca na varanda da casa. O suspeito não atendeu aos pedidos da PM para se entregar e ser abordado. Logo depois ele se pegou um facão que estava na varanda e caminhou na direção de um dos militares.

Ao perceber que o suspeito caminhava contra ele, o policial efetuou dois disparos de uma arma anti motim calibre 12, para tentar dispersar a ação do infrator. Mesmo assim o homem continuou a caminhar na direção do militar, desferiu golpes de facão contra ele, sendo um na região do colete à prova de balas e um golpe na região da cabeça, próximo a orelha esquerda.

Outro militar, ao presenciar a agressão contra o colega de trabalho, efetuou quatro disparos de arma de fogo calibre ponto 40 na direção do infrator, que caiu logo em seguida.

Com um grave corte na cabeça, os próprios policiais socorrem o militar esfaqueado até o Hospital Municipal de Jaru, onde recebeu os atendimentos médicos e um curativo no corte.

Outras guarnições compareceram ao local do crime, isolaram a área e acionaram o Corpo de Bombeiros para prestar os primeiros socorros ao infrator. Mas ao chegar no endereço, constatou-se que o homem estava sem vida.

Os quatro moradores envolvidos no caso foram encaminhados até a Delegacia de Polícia Civil de Jaru e durante o registro da ocorrência, a mãe da adolescente relatou que havia chegado na residência e no momento em que descansava no sofá, o suspeito invadiu a casa e caminhou na direção do quarto da filha dela.

A adolescente tentou trancar a porta, mas não conseguiu. Ao ver o risco da filha, a mãe da garota, de 38 anos, correu na direção do suspeito e ambos iniciaram uma luta corporal.

A mulher acabou sendo agredida com diversos socos na região da barriga, braços e foi socorrida pela outra filha e pelo ex-namorado, os quais ouviram os gritos de socorro.

A perícia técnica compareceu no local e após realizar os trabalhos investigativos, liberou o corpo do infrator a uma funerária de plantão. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Jaru, onde está sendo investigado.

jaru1Fonte: G1

Deixe o seu comentário