Homem viaja 10 meses a pé para tentar encontrar mãe em Rondônia

viajanteApós cinco anos, Rogério resolveu que era hora de buscar seu objetivo.

De São Paulo até Porto Velho foram 10 meses e cerca de 3 mil quilômetros percorridos a pé por Rogério da Rocha, de 32 anos. Em busca da mãe, ele chegou ao município na noite da última sexta-feira (3). Rogério afirma ter sido abandonado, com a irmã, em 1988, e diz que o último contato da genitora ocorreu no ano de 2001, através de uma carta sem endereço.

Ainda sem nenhum telefone para obter noticias, ele passa o dia inteiro na rodoviária de Porto Velho e espera encontrar um local para ficar. Ele diz que a mãe se chama Maria Braselina da Rocha e o pai Lenoir Alves de Oliveira. “Quero saber o motivo de ela ter abandonado eu e minha irmã”, justifica.

De acordo com Rogério, a mãe teria vindo com o pai para tentar a vida no estado e só fez contato por meio de uma carta sem endereço, mas avisando que estava em Porto Velho. “Moramos na rua, comemos coisa do lixo. Sei que muita gente não vai acreditar nessa história, mas o que estou falando é pura verdade”, desabafa.

Há cinco anos, Rogério começou a busca pela máe com a ajuda de uma emissora de televisão de São Paulo, e afirma que pensou em vir antes para Rondônia. “A TV não conseguiu encontrar por que ela não estava no estado. Então eu pensei em vir para Rondônia procurar, mas minha irmã disse que precisava de mim e acabei ficando”, justifica.

Após cinco anos, Rogério resolveu que era hora de buscar seu objetivo. “Foi quando eu comecei a pedir ajudar e catar reciclagem na rua como latinha e papelão. Minha irmã disse que muitos não iriam acreditar na minha história, mas o que eu falo é pura verdade e eu quero encontrar ela”, diz.

Perguntado sobre como a mãe seria, o viajante diz que não faz ideia, já que não a vê há 26 anos. Rogério garante que ele e a irmã saíram da rua. Jenifer se casou com um policial militar que os resgatou das ruas e hoje têm dois filhos. “Ele passou a gostar dela e resolveram se casar”, diz.

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA