Instituto emitirá 1,4 mil RGs por mês

rgA exemplo de outros órgãos do governo todos os órgãos instalados no prédio do Shopping Cidadão, de Ji-Paraná, estão atendendo em novo horário, das 7h30 às 13h30. Com isso, o Instituto Civil e Criminal (ICC) da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/RO) também diminuiu o tempo de atendimento, passando a atender em horário corrido. Diariamente, são distribuídas 50 senhas e alguns cuidados devem ser observados pelos interessados na retirada deste documento.

O prazo de entrega do RG está sendo de três a quatro meses. No novo sistema de atendimento 1,4 mil Carteiras de Identidades serão solicitadas mensalmente.
Podem fazer a chamada Carteira de Identidade (Registro Geral), segundo os servidores, crianças e adolescentes até os 16 anos, mas estes somente poderão solicitar o documento com a permissão e a presença dos pais. O documento será entregue quando o solicitante completar os 17 anos.

O governo não cobra nenhuma taxa, mas caso o titular tenha o documento extraviado, a taxa para a segunda via é de R$ 82,57. Ainda no caso de crianças e adolescentes, se os pais são separados, é obrigatório a apresentação do termo da chamada Guarda Compartilhada. Já se viúva, é necessária a Certidão de Óbito e/ou de casamento. A retirada do referido documento, somente é feito, com a presença dos pais. “Já tivemos casos em que o menor conseguiu retirar o documento, sem o seu responsável tomar conhecimento”, declarou Cristiane Araújo.

A delegada titular da Delegacia de Polícia Civil, Renata Stela em contato com a reportagem, justificou que a demora na entrega do documento deve-se ao fato de que a busca no Instituto Civil e Criminal (ICC) de Porto Velho (onde são confeccionados os documentos), é feita pessoalmente por uma questão de segurança.

Rapidez

Ela também citou o exemplo dos estabelecimentos de ensino do município de Ouro Preto e outras cidades que passaram a exigir na Carteira de Identidade do aluno no momento da matrícula. “Vale ressaltar que o instituto atende, além de Ji-Paraná, outros 51 municípios do Estado, o que acarreta uma grande quantidade de documentos”, afirmou. Mesmo assim, Renata Stela garantiu que irá verificar o tempo que está tendo para a capital enviar para Ji-Paraná os documentos feitos neste município.

Ontem, Júlio Ribeiro estava na fila para requisitar o documento e disse que o novo sistema poderá melhorar a qualidade no atendimento do serviço. “Com o horário corrido todos os servidores trabalharão juntos o que significa mais rapidez no atendimento”, afirmou.

Fonte: Diário da Amazônia

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA