Justiça do Trabalho conclui processo em 76 minutos

martelo-juizNo ínicio deste mês, um processo na Justiça do Trabalho que tramitou na Vara do Trabalho de Pimenta Bueno durou 1h16min desde o seu ingresso até a sua solução final.

De acordo com a Justiça, R.K. procurou a unidade trabalhista onde relatou que não conseguiu êxito na habilitação ao seguro-desemprego, após ser demitida sem justa causa em fevereiro deste ano da empresa Real Boi Distribuidor Eireli EPP, que já encerrou as atividades no município de Espigão D’ Oeste, sendo que os responsáveis não foram encontrados.

Segundo consta, a ex-empregada teve seu benefício negado pois as guias CD/SD que recebeu da empresa eram de papel, sendo que a exigência é que se faça de forma eletrônica à unidade de captação dos documentos. Dessa forma, solicitou ao Juízo a expedição do Alvará para habilitação ao seguro-desemprego.

A Secretaria da Vara registrou a atermação na forma de jurisdição voluntária para obtenção de determinada medida, sem caracterizar um litígio, R.K. foi encaminhada para audiência com o processo já instaurado junto ao sistema do Processo Judicial Eletrônico (PJe).

 

Fonte: Diário da Amazônia

Deixe o seu comentário