Marcha anticorrupção em Cacoal reuniu quase 1.500 pessoas, segundo os organizadores

P1070379Centenas de cacoalenses saíram às ruas, na tarde deste domingo, para participar dos protestos anticorrupção. A mobilização foi organizada pelas redes sociais e não teve a participação e nem ingerência de nenhum grupo político. Não teve uma organização central, embora o papel dos formadores de opinião tenha sido bastante importante. A marcha teve início às 15 horas, na praça da Igreja Matriz, e em princípio reuniu apenas umas poucas dezenas de pessoas. Contudo, com o passar do tempo, as pessoas foram deixando suas casas e engrossando as fileiras dos que se manifestavam.

De acordo com os organizadores, o início tímido ocorreu por que muitas pessoas não acreditavam que a mobilização iria surtir efeito. Com o passar das horas, contudo, mais e mais pessoas foram chegando e no final da tarde já havia mais de mil manifestantes participando ativamente dos protestos.
Diferentemente de outras manifestações, em que a temática política local sempre vinha à tona, desta vez os protestos foram direcionados quase que exclusivamente para o cenário político nacional. Em raras ocasiões também foram citados políticos locais, mas foram manifestações esporádicas.

Embora o forte das convocações tenha ocorrido via redes sociais, a organização do evento teve alguns coordenadores, especialmente lideranças comunitárias, entre as quais professores, jornalistas, alguns comerciantes e representantes de movimentos estudantis. Na opinião desses coordenadores, o evento superou todas as expectativas. “Esperávamos levar às ruas 200 pessoas e vimos que a adesão foi muitas vezes maior”, admitiu um dos organizadores.

O saldo mais positivo desses protestos em Cacoal foi o clima de paz e civismo. Não houve um único incidente que pudesse tirar o brilho das manifestações. “Tudo transcorreu de forma pacífica e ordeira”, afirmou o professor Dilson Rocha Monteiro, que participou como um dos coordenadores da Marcha em Cacoal.

Reportagem e fotos: Daniel Oliveira da Paixão

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA