Moradores protestam por segurança em cruzamento onde motociclistas morreram

protesto transitoUm grupo de moradores do Bairro Lagoinha, na Zona Leste de Porto Velho, realizou um protesto na noite desta terça-feira (3) para pedir mais segurança no cruzamento das ruas Daniela e Alexandre Guimarães, onde, no último domingo (1), duas jovens motociclistas morreram ao colidir contra um carro.

Os manifestantes atearam fogo a pneus, no meio da rua, e afixaram cruzes nas calçadas como símbolo do perigo que o cruzamento representa.

Segundo alguns moradores, aquela é uma esquina perigosa e várias pessoas já sofreram acidentes.

“Tem sinalização com placas, mas é preciso melhorar os alertas devido ao grande fluxo de veículos”, comenta um morador, acrescentando que um semáforo diminuiria o risco de colisões.

Amigos das jovens que morreram no acidente disseram que, se nada for feito para mudar a realidade do local, a comunidade vai se reunir em um novo protesto e fechara o trânsito no local.

Acidente

Duas mulheres morreram no último domingo ao colidir de motocicleta contra a lateral de um carro. Uma das motociclistas tinha 28 anos.

A passageira não foi identificada de imediato, pois não possuía documentos. O motorista do automóvel chegou a ser preso por homicídio culposo no trânsito, ele foi levado para a Central de Flagrantes.

De acordo com o boletim de ocorrência, o motorista seguia pela rua Alexandre Guimarães quando no cruzamento com a rua Daniela, a moto colidiu transversalmente com o veículo. Devido a batida, as vítimas morreram ainda no local do acidente.

protesto transito1Fonte: G1

Deixe o seu comentário