Motoristas de RO na etapa do MMCB

caminhaoDois motoristas de caminhão de Rondônia estão aptos a participar da etapa final da competição Melhor Motorista de Caminhão do Brasil (MMCB), a ser realizada no Rio de Janeiro, no mês de novembro. Denis Marcos Marçal e Hudson Aran Reis Clemente foram os motoristas que melhor se destacaram na oitava etapa regional, realizada em Porto Velho, no final de semana.

Os dois motoristas, que são da região de Porto Velho participaram de todas as etapas da competição realizada entre 100 motoristas inscritos, que desenvolveram as provas no sábado e domingo, sendo 50 competidores para cada dia.

Os motoristas foram avaliados em quesitos como direção defensiva, direção econômica, leis e regulamentação de trânsito, habilidade ao volante, manobra, itens de segurança e checagem do caminhão. O objetivo do evento, de acordo com Emerson Johasen, gerente de promoção, eventos, marketing e comunicação da Scânia é promover integração entre os profissionais, valorizar o motorista, incentivá-lo, além de colaborar com treinamento para o exercício de suas profissões. “Nosso objetivo é valorizar o motorista e sua profissão, pois o setor de transporte movimenta nossa economia. Queremos motivar as futuras gerações para que venham a ser motoristas no futuro, a categoria merece”, destacou.

Segundo Paulo Sérgio Provenza, gerente geral da Rovema nos Estados de Rondônia e Acre, na região, mais de 3,5 mil motoristas se inscreveram para a competição. Em nível de Brasil foram 65 mil inscritos. “Consideramos excelente a participação, os profissionais entenderam o objetivo e se demonstram motivados principalmente para os treinamentos que recebem”, afirma. “O motorista atualmente tem uma boa didática, é familiarizado com informática e demais tecnologias. É perceptível na hora da contratação, quando o profissional passou por treinamento e os que não receberam informações, por isso é nosso objetivo promover cada vez mais eventos desta natureza”, continua.
De acordo com ele, Rondônia possui aproximadamente 20 mil motoristas de caminhões pesados.

O mais Jovens

Outra novidade na edição deste ano é a premiação para o motorista mais jovem, de até 35 anos, com melhor pontuação entre os concorrentes. O objetivo é reconhecer o desempenho de jovens condutores participantes do MMCB e incentivar ao ingresso na profissão. Atualmente existe uma carência no Brasil de cerca de 130 mil motoristas, instituir o prêmio de motoristas até 35 anos, segundo os organizadores, também é uma forma de atrair aos mais jovens para ingressarem na carreira de motorista.

Testes para se classificar

Os condutores participaram de vários testes. O primeiro foi o check-list, para que os avaliadores pudessem identificar os cuidados do motorista quando se prepara para as viagens, o que incluiu separação de documentos e itens de segurança do veículo. E análise, por exemplo, se a carga estava bem amarrada. O segundo teste foi o de manobra – considerado o mais difícil entre os motoristas – consistiu em simular a passagem do veículo por lugares estreitos. A terceira etapa foi o percurso e a quarta, a prova teórica, que constou de uma prova sobre as informações que foram repassadas sobre economia, manutenção e palestras técnicas.

Durante os dois dias foram oferecidas diversas atrações, tanto para o motorista, quanto para seus familiares
Ordane Monteiro Fernandes, 39, foi o primeiro motorista a participar dos testes. Afirma que veio de Cruzeiro do Sul/AC para concorrer na etapa. “Viajei 1100 quilômetros só para participar da prova”, conta.

Afirma que a prova mais difícil que enfrentou foi acertar o alvo, que consistia em estacionar exatamente em cima de um alvo que simulava uma parede. Independente da prova, considerou como positiva, a realização do evento: “achei bacana. Bem montado. Ajuda a comunicação entre os motoristas e nos incentiva a voltar para a estrada”, diz.

Fonte: Diário da Amazônia

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA