Movimentos protestam pela agricultura familiar

Movimentos protestam pela agricultura familiar

familiaEm entrevista na última terça-feira (10) à Rádio Brasil Atual, o coordenador-geral da Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Fetraf), Marcos Rochinski, comentou a jornada de lutas em defesa da agricultura familiar, com ações deste a segunda-feira e foco nas trabalhadoras da agricultura. A agenda de mobilizações, nesta semana, com ações previstas em todo o País, cobra pelo aperfeiçoamento de políticas públicas para o setor, como a aquisição de alimentos e habitação rural.

Marcos destaca os avanços da agricultura familiar nos últimos anos, nas políticas de incentivo à produção, acesso ao crédito e assistência técnica, mas observa que a atual conjuntura é delicada, por conta da ocorrência de seca no Sudeste e no semiárido nordestino, e de problemas específicos na cadeia do leite, por exemplo, que sofre com desarticulação movida por interesses de grandes produtores, que jogam o preço do produto para baixo.

“Essas são as questões conjunturais que a gente está procurando tratar com o governo na perspectiva de buscar uma solução. A gente trata isso justamente pela importância social e econômica que a agricultura familiar tem no dia a dia do nosso País.”

O coordenador-geral da Fetraf lembrou que a agricultura familiar é responsável por cerca de 70% da produção de alimentos que chega à mesa das famílias brasileiras e que, por isso, os problemas enfrentados pelo setor, se não resolvidos, podem acarretar em desabastecimento.

Fonte: Diário da Amazônia

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA