Mulher é executada à facadas no bairro Jardim Primavera

Bombeiros chegaram a encaminhar a mulher ao pronto socorro do HR, onde ela acabou falecendo. Thayla Mendes Ferreira foi morta com 17 golpes de faca, dos quais  seis atingiram a cabeça e quatro o tórax

morteO homicídio aconteceu por volta das 02 horas da madrugada desta sexta-feira, 08 de abril, na rua 1.709, bairro Jardim Primavera, em Vilhena.

Conforme apurado, a vítima identificada como Thayla Mendes Ferreira, 24 anos, chegou até a residência de sua mãe na rua 1.709 gritando por socorro, momento em que a genitora saiu para fora e encontrou a filha caída no quintal, ensaguentada e ao perguntar quem teria feito tal ato contra a mesma, está disse que seria um homem por alcunha ❝Jamaica❞.

A mãe da vítima solicitou a presença do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar, as quais rapidamente se dirigiram ao endereço, tendo Thayla sido encaminhada pela unidade de resgate ao pronto socorro do Hospital Regional em estado grave.

Thayla apresentava seis perfurações na cabeça, quatro no lado esquerdo do tórax, uma no lado esquerdo da clavícula, uma no pescoço, quatro no braço direito e a última perfuração nas costas, tendo ao todo somado a quantia de 17 perfurações, causadas por faca.

Minutos após dar entrada no pronto socorro, a vítima não resistiu aos ferimentos e veio a óbito; ela que já havia sofrido uma tentativa de homicídio no dia 10 de dezembro de 2.015 na rua 1.709.

Policiais Militares encontraram o local onde supostamente Thayla tenha sido esfaqueada antes de morrer, sendo na avenida 1.716, haja visto, que no local havia marcas de sangue e luta corporal. A Polícia Técnica (Politec) realizou perícia tanto na avenida 1.716 quanto na casa onde a vítima foi socorrida.

O caso será investigado pelo Setor de Investigação e Captura (Sevic) da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).

morte1Fonte: Folha de Vilhena

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA