Operação na Amazônia aperfeiçoa ação conjunta das Forças Armadas

operaçaoA terceira edição da ‘Operação Amazônia’ terminou nesta terça-feira (21) e reuniu 4 mil homens do Exército, da Marinha e da Força Aérea em Manaus, Boa Vista e Normandia (RR). O treinamento militar durou 11 dias e foi coordenado pelo Ministério da Defesa.

Segundo o subchefe do Estado-Maior Conjunto da Operação Amazônia, coronel Henrique de Jesus Pedrosa Batista, o principal objetivo foi aperfeiçoar a atuação integrada das Forças Armadas, a logística e os métodos operacionais das tropas. “A Operação Amazônia tem a vantagem de todos os exercícios envolverem a Marinha, o Exército e a Força Aérea, nos preparando para qualquer eventual necessidade”, disse. Para ele, a ação conjunta é fundamental para a defesa do País.

O coronel destacou que as dificuldades enfrentadas na Amazônia são importantes para treinar os militares e manter a capacidade de operação das tropas. “A Amazônia tem características próprias, de abastecimento, de deslocamento das tropas. Isso dificulta a operação, mas nos torna mais preparados para aturarmos em qualquer circunstância”, observou.

De acordo com o Ministério da Defesa, foram simuladas medidas de defesa, contra-ataques aéreos, o transporte de feridos, a proteção de estruturas consideradas estratégicas, entre outros execícios. As ações serviram também para aperfeiçoar o uso de equipamentos, como lanchas, aviões, helicópteros e navios.

Fonte: Portal Amazônia

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA