Peixe de Rondônia abastece novos mercados

tambaquiCom uma produção estimada em 94 mil toneladas para este ano, o peixe criado em cativeiro em Rondônia abastece praticamente metade dos Estados brasileiros. Nos últimos cincos anos, a produção saltou de 25 mil toneladas em 2012 para 94 mil toneladas em 2017, conforme dados fornecidos pela Gerência de Aquicultura e Pesca da Secretaria Estadual de Agricultura (Seagri). Há cinco anos, o peixe produzido no Estado abastecia apenas Rondônia e Manaus, enquanto hoje, de acordo com o gerente Jander Plaça, é consumido nos estados de São Paulo, Goiás, Rio Grande do Sul, Pará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Amazonas e o Distrito Federal.

Maior produtor de peixes nativos, Rondônia tem buscado novos mercados consumidores para a sua produção de pescados. Além do mercado interno, o Estado projeta mercados internacionais. No entorno, o peixe nativo produzido em Rondônia já abastece os mercados consumidores da Bolívia e do Peru, mas o governo quer ir mais além. Para tanto, tem marcado presença em feiras internacionais que destacam a piscicultura. Segundo Jander Plaça, o produtor rondoniense também está mais atento ao fator genético, o que contribui para elevar ainda mais a qualidade do peixe em cativeiro produzido no Estado.

De acordo com o gerente de Aquicultura e Pesca, a Seagri tem acompanhado todo o processo de criação de peixes nativos em cativeiro, com inspeções sobre o cumprimento de regras específicas da legislação. “A meta é certificar o peixe nativo produzido em Rondônia com o Selo Verde”, informou Jander Plaça, acrescentando que o tambaqui, o pirarucu, o pintado e a jatuarana são as espécies com maior volume de produção. Mais de quatro mil produtores são licenciados em Rondônia, o maior número dentre todos os Estados.

O tambaqui totaliza 80% do volume de peixes nativos produzidos no Estado, seguido do pirarucu e do pintado. O gerente Jander Plaça disse que existe uma tendência muito grande quanto ao crescimento da produção do pintado por conta do custo mais baixo e mercado favorecido. Em todo o Estado, a região do Vale do Jamari concentra a maior produção de peixes nativos, mas Plaça prevê que, apesar de uma produção ainda em pequena escala, Porto Velho logo deverá se transformar na maior região produtora de peixes em cativeiro de Rondônia.

 

Fonte: Diário da Amazônia

Deixe o seu comentário