Peixes mortos no Rio Araguari voltam a aparecer em Ferreira Gomes, no AP

PEIXESO aparecimento de peixes mortos no leito do Rio Araguari volta a preocupar pescadores e moradores do município de Ferreira Gomes, distante 137 quilômetros de Macapá. Eles reclamam que desde a segunda-feira (17) os peixes voltaram a aparecer mortos no rio, em um trecho próximo a construção de uma hidrelétrica. A mortandade já foi alvo de protestos contra a empresa executora da obra e de investigação por parte do Instituto de Meio Ambiente e Ordenamento Territorial (Imap).

A moradora Eliane Ferreira relatou que desta vez a quantidade de peixes mortos no rio é maior e que o mau cheiro e a presença de urubus são constantes na orla da cidade.

“Quando voltaram a morrer, os pescadores pararam de pescar aqui no rio. Ficamos indignados é porque são feitos exames e testes e mais testes e nada é atestado para a morte dos peixes aqui. Enquanto isso, nada é compensado a quem precisa”, critica Eliane.

Durante dois dias o G1 entrou em contato com a empresa Ferreira Gomes Energia, responsável pela construção da hidrelétrica, mas até o fechamento da reportagem nenhuma justificativa oficial foi enviada pela assessoria. Em outros aparecimentos de peixes mortos no local próximo a obra, a empresa alegou que constantes exames foram feitos e descartaram a contaminação da água.

Um laudo emitido pelo Imap em agosto também não detectou a contaminação, mas segundo o diretor técnico do instituto, o parecer é inconclusivo pelo fato de o Araguari apresentar grande poder de diluição de água. Após a nova notificação, uma reunião será feita com o Ministério Público (MP-AP) até a sexta-feira (21) para definir parâmetros das compensações.

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA