Pesquisador da UFPA estuda técnica que pode agilizar construção civil

construcaoO pesquisador Bernardo Nunes de Moraes Neto, do programa de pós-graduação em engenharia civil da Universidade Federal do Pará (UFPA) ganhou um prêmio do Instituto Brasileiro do Concreto por ter apresentado a melhor tese de doutorado em estruturas do Brasil. A premiação foi divulgada nesta terça-feira (16), e é resultado da pesquisa do professor sobre a utilização de fibras de aço na construção civil – um material que serve de alternativa para vigas de ferro em construções de concreto reforçado.

“A ideia do trabalho não visa apenas a substituição do recurso tradicional. A gente tenta explicar o comportamento da laje como um todo. O meu trabalho tem parte experimental, e a matemática e física do assunto”, explica Neto, que ressalta a praticidade da fibra de aço sobre materiais tradicionais. “O que se consegue suprimir é o serviço de armadura tradicional, que usa o ferro, seu preparo e a fase de montagem. A ideia é economizar trabalho com a fibra direto no concreto. É um serviço mais simples, que agiliza a obra”, esclarece.

Apesar das vantagens, o pesquisador diz que ainda não há perspectiva para a utilização da fibra em larga escala nas edificações de Belém por uma questão comercial. “A princípio ainda não. É uma tecnologia nova, o material vem de São Paulo. Neste momento não é viável economicamente usar fibra de aço”, pondera.

Além da viabilidade financeira, Neto aponta que faltam referências técnicas para que construtoras utilizem a fibra de aço. “Para sair do laboratório existem questões normativas. Para se levar para campo, o calculista não teria um documento para se respaldar. Na Europa e nos EUA é a mesma coisa. É preciso mais estudo para extrapolar a teoria para a prática. Ainda é algo que está se desenvolvendo”, conclui.

Fonte: G1

Deixe o seu comentário